Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2014

"NadaMais"

Imagem
Não me procures apenas na noite, quando a vontade do corpo é maior, quando a ausência toma conta de ti. Não me procures nos outros, não me procures em outros sorrisos, em outros caminhos, em outros lugares. Não me procures nas aventuras sem nexo, nas histórias sem começo ou, até mesmo, na fome de um simples caso. Não me procures para ser mais um, não me procures para ser só mais uma conquista. Não me procures quando sentes falta de receber amor que amor não é, não me procures para eu elevar o teu ego, não me procures, apenas, por me procurar. Não me procures em situações mornas, em chamas sem força, não me procures nas metades. Não me procures quando não sabes o que queres, não me procures pela imagem de mim, não me procures se concebes em ti um fim. Não me procures se não queres viver sem intervalos, se não queres amar com tudo, se não queres viver sonhos em conjunto. Não me procures como apenas mais um porque, se eu te procurar, é porque quero tudo por inteiro, apenas isso, tudo...



"Marcas"

Imagem
Colecciono os momentos em que te lembro, em que te desenho em sonhos meus, em que te busco dentro daquilo que sou. Espero-te nesta paciência que sempre soube ter, espero-te para te envolveres nos meus braços, para permaneceres no meu corpo, para me fazeres acreditar. Conto os minutos sem me preocupar com o amanhã, conto os segundos em que, o meu ar, se sustém quando sente a tua presença nem que seja num outro lugar para lá destas quatro paredes em que me encontro. Espero-te numa noite destas, num prenúncio de beijo, num instinto selvagem que nos faça ser um do outro, sem pudor, sem receio. Sonho contigo, invades-me, desconcentras-me e depois ficas. Não sou nem serei mais do que um homem que te quer de forma indescritível, de forma indivisível, um homem que, mesmo sem querer, prendeu-se ao teu jeito de ser...
Neste dia de tempestade, vem ser vendaval, mar agitado, vem ser furação de sentidos...em mim...
Carregamento por telemóvel 

"Atira-te ao amor"

Imagem
Concebo o amor como uma filosofia de vida, como fragmento pertencente ao meu corpo, ao meu ser, à minha forma de sonhar. Não vejo divisões no amor, subtracções, desculpas e muito menos faltas de tempo. Quando é para se amar é mesmo para sermos tudo, para darmos tudo, para recebermos tanto. A vida é uma aventura de dias, de sonhos e fantasias, de noites que acabam em dias, de sorrisos que nos tiram a razão. No amor ou ateias o fogo ou deixas a chama esfriar, ou bebes o café quente ou, o travo amargo de um café frio, fica bem cravado na tua garganta. No amor deixa de existir o certo e o errado, amas com o que tens e és amado pelo que és. Simples e claro, o amor é descomplicado, quem o complica somos nós, com os nossos receios, com os nossos anseios mas, sobretudo, com a nossa passividade em sairmos da zona de conforto. O amor quer-se simples, seguro, em nada monótono tal como algo pequeno que faça o teu dia ser diferente de todos os outros. O amor requer paciência, requer tempo, requer …

"Lê-me"

Imagem
Bom não é só sonhares sem nada fazeres. Bom é tentar, arriscar, ter, conseguir. Bom é aquele sentimento de, quando chegas a casa, teres uma mensagem que te faz rasgar um sorriso. Bom é perderes o juízo, bom é saberes amar. Melhor que tudo isto é seres amado, não pelo que ostentas, não pelo que tens mas sim, pelo que és, pelo que dás àquela certa pessoa. Bom é perderes a noção das horas, é conversares, rires, ficares, partires. Bom é não teres prisões mas sim um porto de abrigo, onde sentes segurança, onde dás segurança a quem está contigo. Bom é quando encontras o momento certo numa escolha que parece errada, quando o destino te surpreende, quando não te agarras às convicções e amas quem te faz feliz. Bom é quando te sentes, realmente, livre, quando gritas ao teu mundo, quem és, o que queres, o que te faz viver de forma plena. Bom é quando de uma simples conversa surge outra vontade, quando sentes o corpo estremecer, quando perdes horas de sono a imaginar algo mais que uma amizade. Bo…

Da noite...

Imagem
“A noite caiu há tempo, o corpo pede e... a vontade cresce. O destino cruza, empurra, mostra e depois confirma, na subtileza da canção, na melodia do desejo. O sonho então invade e, aquele sorriso, brota no rosto, fica colado nos teus contornos, imerge em mim mesmo. Olho a tua imagem ao longe, toco-lhe, admiro-lhe e depois deixo-te permanecer mesmo perto do rio Tejo. Hoje deito-me com o teu sabor, hoje deito-me contigo...”

Se me aproximar - Tiago Bettencourt e Márcia

"Dos amantes"

Imagem
Não perguntes, entra, fica, arrisca, Cala-me com um beijo, acalma-me com a tua presença, Ateia-me, incendeia-me, aquece-me, Enlouquece o meu estado, beija-me com vontade. Fica entre os meus braços, envolve-te no meu corpo, Deita-te no meu peito, ouve comigo o mar. Conjugaremos o verbo amar na primeira pessoa, Nesta vontade que soa, O Teu nome na melodia que emana do meu desejar. Seremos a liberdade dos seres, Saboreamos, ficamos, chegamos, vamos, Depois, depois, logo vemos, Porque quando me quiseres, Sabes onde me encontrar...

"Dialecto da tua chegada"

Imagem
Espero-te por aqui, nesta minha vontade sem fim, neste pedaço teu que vive em mim. Espero-te como inqualquer outro homem, espero-te nesta tarde fria, nesta hora tardia. Espero-te, espero o teu beijo envolto no meu, as tuas mãos nas minhas, a tua pele bem colada àquilo que sou...ancorada neste meu sentir. Espero-te em sonhos meus, naqueles que invades, que ficas, que perduras. Podem parecer loucuras mas, eu espero-te, na firmeza de um querer, no desejo do desconhecido, nos dialectos mudos percebíveis pelo ser. Espero-te, quero-te, sonho-te, almejo-te. Tantos verbos conjugados em só dois corpos. Espero-te em qualquer tempo, a qualquer momento, neste meu contentamento, na tempestade interior que emana sentimento. Espero-te nas minhas roupas despidas, nas tuas caídas, nas nossas mãos unidas. Espero-te, mesmo agora, nesta vontade que me devora, nestas linhas que te chamam a toda a hora. Espero-te! Vens?
Carregamento por telemóvel

"O que faz ficar..."

Imagem
Escolhe sempre alguém que lute por ti, alguém sem certo ou errado, alguém que te faça sorrir. Fica quando o teu coração pedir e parte quando nada mais houver para dar. Vive uma e outra vez, se correr mal, conta até três e volta a seguir o que, realmente, queres. Fica com quem te dá muito mais que um mundo, alguém que te saiba ouvir, alguém que saiba ser sensual a falar. Escolhe quem tem garra de viver, quem arrisca e tenta, quem ousa em te provocar, quem te manda postais com mensagens que fazem os teus olhos brilhar. Se tiveres de escolher, escolhe o descomplicado, quem está ali para dar de si, quem tu desejas, independentemente, de quem a pessoa é. Escolhe quem te acompanhe nas aventuras mas, sobretudo, nas desventuras, alguém com quem possas ver um jogo de futebol e, no momento seguinte, uma novela lamechas que te faz sentir um pouco mais sensível. Fica com quem, mesmo sem querer, preenche o teu imaginário, tira-te horas de sono, faz-te sonhar de olhos abertos. Na verdade, vive com …

"Espero.te"

Imagem
Pode o mundo acabar, findar, sucumbir, pode o ar deixar de existir, o mar aos meus olhos partir. Pode a canção perder cada nota, a estrada tornar-se torta e a culpa aparecer morta. Pode o fado esquecer do que é chorar, o povo do que é lutar, o segredo do que é guardar. Pode a terra tremer, a lenha arder, o corpo desaparecer, o dia acabar num eterno anoitecer. Posso eu deixar de ser homem e tu o meu querer, podemos nem nunca mais saber, podemos esquecer. Pode vir a pergunta sem resposta, a vontade tornar-se exposta, o oceano nem tocar na costa. Pode a distância existir, o saudade persistir, a cor se desvair. Pode tanto acontecer, a pele tremer, o beijo querer, a partida chegar. Podes tu ser calmo rio e eu agitado mar, posso eu nada ter e ao mesmo tempo tanto para dar. Pode a memória esconder-se, o corpo perder-se, a linha descoser-se. Podem os nós desatar, o presente acabar, o futuro se dissipar. Pode a certeza não vir, o fim parecer existir, o sonho se ir. Pode tudo nada mais ser e ta…

Esperas?

Imagem
Esperas, Desesperas, Então chega e tu, Tu vives...

O que é teu será nos momentos certos nas linhas tortas que tu endireitas, nas frases feitas e nas músicas que ouves pensando ser tuas. A vida não é mais que a mistura de nada que, para ti, faz todo o sentido, a mistura de sorrisos e de olhares em que, de todos, destacas um, em que de todos, só aquele te faz sorrir de forma “aparvalhada”. Começas com uma simples atracão e, de repente, vira-te tudo num amor presente, daquele que te tira a razão, a noção das horas e te rouba o sono na noite. O corpo aquece, estremece, enlouquece e tu, tu vais ou ficas, tu lutas ou perdes. No final o que interessa é tudo o que fizeste, os erros que cometeste, o que aprendeste. Tão pouco importa ter a “ficha limpa” no nosso registo de caminhos trocados, de amores mal acabados, de sonhos inacabados. O que importa é a garra que tens, a vontade que te corre nas veias, a respiração ofegante que te tira o pensar quando vês quem te faz ficar, quando vês quem te faz …

"QUERO-TE"

Imagem
Ao som de James Arthur – Suicide

Procuro-te na minha pele, na vontade que me corre as veias, nos batimentos que descompassam ao compasso da tua imagem. Confesso que te quero, em cada segundo, de forma desmedida, destemida, de forma enlouquecida. Procuro-te, nas sombras que emanam dos corpos de tanta gente, procuro-te nas horas vagas de um tempo preenchido pela vontade de te ter. Os meus dedos almejam os teus, os meus lábios procuram o sabor do teu beijo, os meus braços sonham com a hora em que te envolverás neles, em que te aninharas no meu abraço, em que perdemos o compasso, em que seremos loucos apenas os dois. Procuro-te, nas marés vivas de noites tempestuosas, nas tardes quentes de uma primavera em que me sento naquela esplanada que gostas de frequentar. A verdade é que te procuro, em cada esquina cruzada e...nas ruas apertadas desta vila para o mar virada. És desejo que me alimenta, mulher que me atormenta, és o poço das fantasias criadas desde criança, és a musa de cada uma das m…

"AgoraMesmo"

Imagem
Hoje fui olhar o mar, invadir-me de mim mesmo, nas ondas calmas, nas águas lúcidas. Comigo trouxe o teu ser, ancorada bem ao meu peito, aninhada em cada palavra escrita, em cada grão de areia que pisava com os meus pés. Hoje, hoje senti-te bem perto, cravada incessantemente na carne, no coração que bate, por ti, numa forma estranha que antes nem conhecia. A verdade é que te quero, muito mais do que no primeiro momento, que te quero com todo o meu instinto, este selvagem ser que te chama a horas tardias, que te recorda em cada pedaço de ar que inspiro alimentando os meus pulmões. És vida, uma vida complementar que não me canso de procurar, és mulher, aquela que almejo ter, aquela que me inflama o desejo de ser teu, sempre, inteiramente, de forma permanente. Hoje mesmo naquela praia, mesmo naquele mundo alheio ao que me rodeia diariamente vi que, para mim, és bem mais do que um simples amor, és um amor dos grandes...
Fotografia Pessoal

(A)Mar...

Imagem
Se em cada mar eu fosse o teu rio, correria todo o dia só para desaguar nas tuas águas, para mergulhar no teu corpo, para pertencer-te em horas sem fim. Fosse eu o teu rio Tejo, aquele que te vê acordar, aquele que vive mesmo ao lado da porta da tua casa, que te escuta nos teus mais profundos sonhos. Queria eu ser a liberdade do teu respirar, ar que te percorre o ser, que te envolve nessa pele de mulher, que te contempla em cada segundo. Queria eu apenas ser a tua continuação, o teu homem de espada na mão, aquele que te protege, que te envolve, que te cuida, que te ama. Queria eu apenas ser rio, queria eu apenas ser a tua razão principal de sorrir...


"EmSegredo"

Imagem
Mesmo depois de mim, de ti, mesmo depois do sonho, quero-te como da primeira vez. Fecho os olhos, conto até três e...luto para te encontrar. Mesmo depois do mundo ruir, da vontade sucumbir, do medo insistir, continuo a querer-te, a desejar-te, a sentir-te. Continuo neste intensa vontade, nesta vivacidade que me faz querer ser o teu homem, nas horas preenchidas, nas horas vagas. Mesmo depois do silêncio e da chama padecer, continuo a desejar-te como mulher, carne e pele, corpo, coração. No meio da multidão, desta montanha russa de emoção, tão pouco me importa todo o resto quando tenho, tudo o que és, bem presente em mim. Mesmo depois das horas perdidas, das esperas contidas, das noites em branco, a tua presença é almejada, com mais intensidade, com mais vontade, sobretudo, com mais verdade. Mesmo depois de mim, depois de ti, depois de tudo, continuo a desejar-te num nós, num nó difícil de desatar...

"Desculpa-me"

Imagem
Os dias vão passando na calmia do coração. Fiz-me acreditar, a mim mesmo ,que não serias uma doce ilusão, uma imaginação que me fazia ter-te, nos meus braços, no me corpo. Confesso-te que em tantas noites te chamei esperando que ouvisses que, em tantos dias, te escrevi, te desenhei em rabiscos meus, em segredos tão bem guardados. Enganei-me no sonho, fiz dele realidade, uma realidade que nunca chegaste a ver. Errei, errei mas não foi ao querer-te, errei ao nada mais fazer, ao ver-te ires, por outros caminhos, a brilhares aos olhos de outros homens. O medo também faz parte de mim, faz parte deste homem que escreve, diariamente, de amor, de lutas, de vitórias. Não poderia falar mais do que o tanto que falei, aquele tanto que não sei se leste, não sei se entendeste, não sei  sequer se sentiste. Estupidez a minha querer tudo de forma tão intensa, não conseguir viver de metades, não conseguir ser um aventureiro sem amarras que me façam ficar. Fiquei, algum tempo confesso, tempo suficiente …

Da noite...

Imagem
Vem depois de mim, depois de ti, depois de nós. Vem mesmo depois do ponto final, mesmo que o medo persista, que a dúvida exista, que o desconhecido insista. Vem, vem que eu te espero, no escuro da noite, na luz que emana da vela que preenche o quarto de sonhos sonhados. Vem se quiseres amar, se quiseres sentir, se quiseres descobrir tanto que agora em tão pouco é expressado. Vem, vem apenas na suave brisa que embate contra dos vidros da janela, contra o meu peito que te almeja tocar. Vem sempre que eu sempre te espero, sem horas, sem demoras, na calmia do corpo, na agitação da alma. Vem mesmo depois do sonho, mesmo depois do cansaço, aqui há sempre espaço, para ti, para mim, para nós. Mesmo do ponto final, existirás tu, mesmo depois do ponto final, volto a escrever a seguinte linha com o teu nome. Vem, eu cá te espero...

Se me aproximar - Tiago Bettencourt

Respirar-te...

Imagem
Respiro-te em segredo, sinto-te, uns dias perto, outros longe, em mim mesmo. Não quero mais uma noite, não quero a aventura efémera de uma quantidade de beijos, dispersos, submersos, perversos. Quero-te permanentemente, eternamente, na minha pele dormente, na minha vida, cravada bem na minha mente. Não te procuro no corpo, procuro-te na junção, na combinação codificada de sorrisos e olhares tímidos. Chega à altura em que o comum não me interessa, em que as horas passam e, em que tu, entras naqueles sonhos que vou coleccionando noites a fio. Seria eu rio se tu fosses o meu mar, em que nas tuas ondas ia desaguar, em que permaneceria como homem teu, como o teu porto de abrigo. Não me canso de te ter, em mim, dentro das veias pulsantes, dos batimentos constantes, dos gestos ecoantes que te deixo em pequenos bilhetes repletos de vontade. Respiro-te, não no momento, naquele fragmento de tempo, respiro-te no desejo, no beijo, no azulejo que rabisco com o nome de quem almejo. Serei eu poesia,…

Nada mais importa quando se quer...

Imagem
Quando quiseres, não será o teu medo a prender-te, não será o teu pensamento a travar-te. Quando queres, não serão os fantasmas do passado a tapar-te o caminho, não serão os outros a desenhar a tua história. Quando queres, vais, sem intervalos, nem respostas, sem redes que te amparem o cair, sem armaduras que te protejam o peito. Quando queres, vais, vais e pronto, és insane, és louco, és infundado, és apenas tu. Quando quiseres, não perguntes, não penses, não projectes, não imagines. Quando fores, vai sem olhares para trás, vai, corre, abraça, beija, tenta. Quando quiseres ter, não desperdices momentos a tentar planear o primeiro passo, não deixes a chama esfriar, não deixes a memória apagar. Quando queres, enche o peito de ar, engole o temor, faz de ti esplendor e age por amor. Vai uma e outra vez, conta até três, dá um pouco recebendo um tanto que nunca imaginas-te. Quando quiseres, não serão as distâncias que fazem perder, não serão as diferenças que fazem errar, não serão os pass…

Vontade de ti...

Imagem
Encosta-te, percorre-me, prende-me... a ti. Fica uma hora, um segundo apenas, entre os meus braços, junto à minha pele. Pinta-me, delineia-me, cativa-me, ateia-me. Permanece neste meu corpo, neste olhar, na melodia que emana de um velho leitor de discos, nesta noite que cai quente. Depois, depois vai, vai depois volta, vai depois eu procuro-te, na neblina da manhã, no sangue que te chama, na vontade que te anseia, no sonho que te descreve. Chama-me, envolve-me, enlouquece-me, estremece-me. Sussurra em frases baixas tudo o que quiseres dizer e eu, eu irei confessar-te, segredar-te, contar-te, tantos sonos que me roubaste em noites que te imaginava. Depois, depois ficaremos os dois, apenas nós, nestes lençóis de linho, nesta sala voltada para o mar. Encosta-te, um pouco, fica, de vez...

SemSubtracção...

Imagem
Não quero mais que tu nem menos que nós, Não quero divisões, subtracções, quero-te apenas a ti. Não quero outras mulheres, outros lugares, outros sabores, Quero o teu, o teu cheiro, o teu olhar, a tua expressão. Não quero intervalos, quero uma vida em continuação Acção, drama, comédia, romance. Quero-te assim, de forma destemida, desmedida, sem fim, Não quero apenas o corpo, quero tudo, entendes? Quero abraçar, cuidar, passear, perder-me, encontrar-me em ti, Não quero esquecimento, saudade, quero ar, quero liberdade. Não quero apenas um momento, uma hora, um segundo, Quero tudo condensado, bem na nossa mão, em sonhos partilhados a dois, Depois, não quero mais nada porque, tenho tudo,
Tenho a ti, tenho a nós, tenho uma vida inteira para te amar...

Ela, Nele...

Imagem
Debruçada sobre o ombro dele olhava o mar, o sol esbatia-se no horizonte e o calor perdurava naqueles dois corpos. Eram sedentos um do outro, amantes sussurrantes que se tinham, que se tocavam, que se amavam no silêncio daquele areal. Tivera ele sonhado tanto com ela, noites a fio, momentos e fragmentos que coleccionava, em que respirava todo aquele sentimento que lhe tivera invadido o peito. Sentira cada filamento da pele daquela mulher, o sabor, o suave aroma doce do seu cabelo, sentia o sorriso dela espelhado no seu olhar. A vida tivera feito cruzar dois destinos, dois caminhos, uma só vontade. Era um poço de vaidade, um homem que se prendia àquele corpo, àquele rosto mas, sobretudo, àquela forma de ser. Não lhe pedia perfeição, eram ambos imperfeitos conjugados num verbo mais que perfeito, numa junção de loucura e segurança, de querer, de confiança. Perdiam-se um no outro, no meio da multidão e, encontrava-se às escondidas, para viver todo aquele sentimento até à despedida, até ao…

"Envolve-me..."

Imagem
A noite envolve, pede, sussurra, Depois vai, segue, agarra, segura. A vontade aumenta, o tempo vira tormenta e, O desejo ostenta. Vem então a paixão, Dos corpos, do beijo, da tesão, Ficam só os dois, Na cama, na pele, no depois. Desnudam-se vontades, desejos, segredos, Mordem-se lábios, ofuscam-se os medos, Libertam-se, marcam-se, tatuam-se, prendem-se, Depois vem o olhar e, os dois, perdem-se. Regados de vinho, de sorrisos e de vontade, Deixam-se ficar mais um pouco, Surge o sentimento louco e, Depois do prazer,
Ficam os dois...

"Procura"

Imagem
Não me procures nas faltas, nas ausências, nas saudades. Procura-me na presença, na vontade, na primeira ansiedade. Não me procures nos outros, olhares, sorrisos, homens. Procura-me onde sabes que estou, procura-me naquelas ruas apertadas, no areal extenso, naquele mar agitado que me envolve o corpo. Não me procures para ser apenas mais um, não me procures apenas para te desejar sem te querer. Procura-me antes num simples acto de beijar, num homem que te quer por completa, sem divisões nem anseios, sem muros, sem rodeios. Não me procures no silêncio das palavras, nas melodias caladas, nas interrogações infundadas. Procura-me antes nas certezas de te querer, nas noites em que te chamo, no quarto, naquela cama. Não me procures na igualdade de tudo o resto, nas conversas sem nexo, nas antiquadas técnicas de engate. Procura-me quando quiseres um porto de abrigo, quando quiseres estabilidade, quando quiseres dois braços a envolverem-te. Não me procures se não for para viver tudo, para expl…

Dizem que te amo...

Imagem
Dizem que amar-te é um erro, Que erro o meu amar assim alguém, Dizem que sou louco, que sou livre e pouco, Que eu sou um selvagem, um selvagem de ninguém. Dizem que me amam sem me amar e que, Eu sou difícil de acreditar... Em alguém. Dizem que amo ou que digo amar, Dizem que respiro e outros tantos que me falta o ar. A verdade, a verdade é que te amo mesmo assim, Apenas por mim, Sem complicações, sem pré-noções, sem convenções. Amo-te pelos corações ou então pelo sorriso, Faria eu tudo o que fosse preciso E se um dia errasse por te amar,
Estava tudo errado em mim....


"respirAÇÃO"

Imagem
Imagino se será o momento, aquele segundo, o último respirar. Pergunto-me se saberei eu amar, se saberei eu algum dia lutar. Desenho, rabisco em cadernos letras e frases que se perdem no texto de um nexo que não encontro no sentir. Saio um pouco, a praia está deserta, o vento aperta e o corpo ressente-se daquela tempestade sentida. Percorro uns metros em passo acelerado, sinto o corpo suado e o coração a disparar. Paro um pouco e sustenho o ar, deixando-me ir, vou em direcção àquele ponto, ao ponto que estipulei chegar. A música percorre-me o corpo, sinto cada batimento do ritmo que emana do compasso descompassado de mim mesmo. Nada melhor que o cansaço físico para me deixar dormente, para perder a noção da mente e mergulhar no que, realmente, me faz sorrir. A arreia encontra-se fria, a noite começa a cair e, as tábuas de madeira, servem de banco, em que me sento, para rabiscar umas ideias difusas entre o sentimento de pertença e a ausência da razão em detrimento do coração. Não quero…

Elas, as MULHERES...

Imagem
Hoje é para elas, para aquelas que lutam, para aquelas que cuidam, para aquelas que amam, para aquelas que acreditam. Hoje é o dia das que se sentem e são, realmente mulheres, daquelas que riem até não poderem mais, daquelas que saem de casa com o cabelo por arranjar, daquelas que vestem a nossa camisa ao nascer da manhã. Mulheres, seriamos nós, homens, capazes de viver, da mesma forma, sem vocês? Acredito que não mas, se há coisa que eu gosto, é da simplicidade que reside em cada uma. Mulher, mulher é quem te acompanha, aquela que vai contigo para qualquer lado, que está contigo com uma blusa suja e pintada das obras da casa e, no momento seguinte, aparece à tua frente deslumbrante num vestido que lhe molda o corpo. Mulher é aquela que te faz esperar e desesperar e, quando aparece com um sorriso, tira-te o mau humor e enche-te de orgulho. A mulher que me encanta é aquela que mexe com o interior, que me faz querer mais, que me faz desejar-lhe ainda mais, mesmo quase sem me dizer nada,…

"Querer.te"

Imagem
No fim de contas, querer-te é ter sede de infinito, fome de vida, desejo de respirar. Querer-te é como viver-me, viver-nos, entre oceanos tempestuosos e calmas tardes de Primavera. Querer-te é querer mais que os olhos, é morder, é agarrar o infinito, juntando tudo na palma da minha mão. Querer-te é a forma que não crê em fórmulas, em raízes quadradas, em subtracções de momentos. Querer-te é apenas isso, querer-te sem questionar, querer-te sem te tocar, querer-te até no mais secreto sonhar. Querer-te é perder a razão, viver insane no meio da multidão, querer-te é perder-me e encontrar-me ao mesmo tempo. Querer-te é largar tudo, é correr o mundo, é sentir o sangue borbulhar. Querer-te é a sinopse de um filme de amor, de uma ave de condor, é a carne que pede mais, é beijar e tantos sinais. Querer-te é amar-te assim, perdidamente, é ganas de ter, mãos que percorrem o saber, é a criança que chora para comer. Querer-te é não esquecer, é a constatação do permanecer. Querer-te é querer-te e, …
Imagem
Se há coisa que eu gosto são de acasos que viram casos em nada passageiros...

#pedacinhosdemimparati


"Nós..."

Imagem
Que nunca se perca tempo quando a paixão assole os nossos corpos. Que sejamos um só, na junção da pele, na vontade saciada a dois. Que nunca se percam os segundos, que a chama não apague, com o passar daquilo que não se passa, com o impasse de um passo por dar. Que nunca se esqueça o vivido, o que se quer, o que em nós desperta nós mesmos. Que nunca se deseje um beijo em silêncio, um abraço calados, uma noite de prazer sem barulhos. Que nunca sejamos apenas dois, que não se seja apenas imagem, que sejamos luzes, acção. Que nunca se insista no erro de esperar, que se queira tudo até perder o ar, que se seja errantes, confessantes, amantes de um sentimento tão nosso. Que se seja agora mesmo, sem reticências nem vírgulas, sem barreiras, apenas despidos um, na frente do outro. Que não se queira pouco, e que não se peça muito, que sejamos livres, que sejamos presos numa prisão, que nem grades tem, para nos deter. Que sejamos o homem e a mulher, que sejamos a junção dos dois. Que nunca se p…

Vi-te...

Imagem
Olhei, em silêncio, num café deserto, num pequeno aglomerado de multidão. Senti paixão ou então o prolongar de um amor que vem crescendo em mim, que me vai levando, que te vem trazido até à minha memória. Fiquei a admirar pelo espelho o teu rosto rosado, confesso que pode ser pecado mas eu, eu desejei os teus lábios naquele mesmo momento. Há muito que sonho contigo, comigo, connosco, há muito que sonho ter-te entre os meus braços. Senti-te naquele espaço pequeno, repleto de cadeiras, de mesas, desprovido de vida, daquela que encontro em abundância no teu corpo. Sempre brilhaste mais que todas as outras, mais que outros rostos, outros sorrisos, outros olhares. Desejei-te pelo que vejo em ti e não pelo o que os outros pensam, desejo-te pela vontade que despertas em mim, pela verdade que encontro por detrás de um corpo belo de mulher. Não te procurei muito mais, almejei que o teu olhar se cruzasse pelo meu, a noite invadia-me mas, continuava a querer-te intempestivamente naquelas horas t…