"EmSegredo"

Mesmo depois de mim, de ti, mesmo depois do sonho, quero-te como da primeira vez. Fecho os olhos, conto até três e...luto para te encontrar. Mesmo depois do mundo ruir, da vontade sucumbir, do medo insistir, continuo a querer-te, a desejar-te, a sentir-te. Continuo neste intensa vontade, nesta vivacidade que me faz querer ser o teu homem, nas horas preenchidas, nas horas vagas. Mesmo depois do silêncio e da chama padecer, continuo a desejar-te como mulher, carne e pele, corpo, coração. No meio da multidão, desta montanha russa de emoção, tão pouco me importa todo o resto quando tenho, tudo o que és, bem presente em mim. Mesmo depois das horas perdidas, das esperas contidas, das noites em branco, a tua presença é almejada, com mais intensidade, com mais vontade, sobretudo, com mais verdade. Mesmo depois de mim, depois de ti, depois de tudo, continuo a desejar-te num nós, num nó difícil de desatar...


Comentários

  1. Fiquei com vontade de ler mais, de continuar a ler este teu texto. A tua escrita é viciante é atractiva, fixa-nos, prende-nos a cada letra que escreves. Mais um que reflecte o que és. Nunca deixes de escrever. Um beijinho de boa noite

    ResponderEliminar
  2. Mesmo depois de tudo e de nada, a vontade permanece pois a chama do Amor ainda sobrevive...

    Um beijo!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário