(A)Mar...

Se em cada mar eu fosse o teu rio, correria todo o dia só para desaguar nas tuas águas, para mergulhar no teu corpo, para pertencer-te em horas sem fim. Fosse eu o teu rio Tejo, aquele que te vê acordar, aquele que vive mesmo ao lado da porta da tua casa, que te escuta nos teus mais profundos sonhos. Queria eu ser a liberdade do teu respirar, ar que te percorre o ser, que te envolve nessa pele de mulher, que te contempla em cada segundo. Queria eu apenas ser a tua continuação, o teu homem de espada na mão, aquele que te protege, que te envolve, que te cuida, que te ama. Queria eu apenas ser rio, queria eu apenas ser a tua razão principal de sorrir...



Comentários

  1. Bem, nem sei o que dizer. Está tão, mas tão bonito! Adorei por completo este teu texto, de tão apaixonado que é. Parabéns :)

    ResponderEliminar
  2. Escreves mesmo muito bem, fiquei sem palavras *o* Apenas luta pela tua felicidade e nunca desistas, apenas assim conseguiras construir os teus sonhos
    Ps: Gostava de seguir o teu blog mas nao estou a conseguir xs

    ResponderEliminar
  3. Se sortudo o destinatário do que escrevo; sortuda aquela que possui todos estes "pedacinhos" de ti e que juntando-os se transformam na bela figura que és!

    Leio-te todos os dias,
    um beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Acredito! É mais uma modalidade para o sexo feminino ;)

    ResponderEliminar
  5. Que belas inspirações, mar, rio e pessoa amada. És sempre tão criativo na tua escrita, consegues com meras palavras, levar nos a histórias nao imagináveis aos nossos olhos, mas sentidas no nosso coração. Que belo, gostei imenso. Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Quantos desejos sinceros... isto é bem raro hoje em dia.

    Uma boa semana.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

"Nunca desistas de ti!"

Não passes ao lado da vida... com medo de falhar!

"Dói-me ainda amar-te..."