Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2016

"Espero por ti…"

Imagem
Espero-te…
Hoje e uma vida inteira. Na certeza de que te amo muito para além de mim,
De que pertenço ao teu peito – com todos os sonhos que vivem… em nós.
E é sempre assim… sinto-te como parte de tudo aquilo que sou, de tudo o que me pertence,
De tudo o que me faz acreditar (que o amor é bem mais forte do que qualquer barreira).
Espero por ti…
Nesta noite que cai, nestes lençóis que procuram o teu cheiro, que procuram a tua presença.
Neste meu corpo que pede… pelo teu.
Contigo sei que a dor não existe, que o passado apaga-se nos sorrisos rasgados,
Nas promessas que sempre cumprimos, nos abraços que nos libertam de todos os nossos receios.
E eu… só te sei esperar…
Porque é assim que nós somos. Vivemos a liberdade das nossas escolhas,
A verdade dos nossos sentimentos, a firmeza de confiarmos em tudo aquilo que guardamos (um no outro).
Por isso… espero-te…
E vê se não demoras…
Porque a saudade é sempre tão grande, como a grandeza deste nosso amor.



"Por mais que o tempo nos afaste..."

Imagem
Por mais que o tempo nos afaste... que este meu corpo sinta falta do teu, que estes meus lábios procurem os teus beijos... Quero que saibas que te amo. Como da primeira vez, desde o instante em que te dei tudo aquilo que tenho em mim. Por mais que esta saudade não tenha fim... por mais que as minhas mãos só se completem nas tuas, Espero que me esperes, que lutes tal como eu, que acredites em todas as palavras e gestos que te dou sem qualquer temor. Por mais que saiba que isto tudo é amor... que os nossos corações pertencem um ou outro, Fica a saber que cada abraço será sempre tão pouco... para nos dar muito mais do que tudo aquilo que sabemos sentir. Por mais que as horas se esqueçam de nós, por mais que as noites pareçam ser tão sós... Só te posso dizer que aqui tens quem faz tudo por ti... quem luta muito para além da falta, muito para além do medo, muito para lá dos segundos tardios em que escrevo... sobre o que vivemos. Por mais que este tempo nos afaste... que a saliva se gaste em gritos…

"Amo-te! Sem ter medo de um dia... perder-te."

Imagem
Sinto-me muito para além do meu corpo... deste meu coração que grita por ti,
Que se esquece de toda a dor que um dia sentiu. E entrega-se... a tudo aquilo que me fazes ser.
Amo cada recanto do teu corpo, tudo aquilo que me fazes ser, que me fazes sentir.
Todos os sorrisos que me recordo - sempre que me deito sobre um manto de saudade.
És a minha maior verdade, o destino que se enlaça nos nossos corpos, na nossa pele que se despe, 
No desejo de sermos muito mais... do que simples errantes.
Sinto-te em cada batimento. Neste sentimento ardente, nesta falta que me causas sempre que estás distante.
Por mais que te procure... sei que só te encontro dentro de mim, dentro de tudo aquilo que é tão nosso, dentro de cada segredo que repartimos (em plena loucura).
Somos a ternura, a carne que vive o desejo, o beijo em que nos damos, os olhares em que nos perdemos.
Somos muito mais do que um eterno sentimento, do que o amor que vive em cada expressão,
Em cada cama em que nos entregamos à paixão - em que som…

"Amo-te sem qualquer pudor!"

Imagem
Rasga-me esta roupa que me cobre o corpo... Hoje quero sentir o amor que nos pulsa na veias, Toda a intensidade que nos faz viver a liberdade deste sentimento que chamamos de amor.
Enquanto somos somente um, somos invencíveis. Acabamos com os nossos medos,
Perdemo-nos em segredos - e vivemos a verdadeira paixão no seu expoente.
Deixa-me ardente... Sentir tudo aquilo que tu me dás, entregar-me a ti sem qualquer receio,
Enfrentar esta saudade que tenho no meu peito - e dar-te tudo mais do que aquilo que sou.
Liberta-me desta vontade, desta ansiedade que me faz procurar por ti,
Que me leva a todas aquelas memórias que não têm fim 
(que são sempre a vontade que grita por mais).
Rasga-me estes "ais", estes espasmos de loucura. A ternura que nos cobre a pele,
Que nos impele um contra o outro - todos os dias, em todos os segundos. 
Vem pertencer-me de vez!
Ficar na minha vida para além de breves segundos. De apenas cinco minutos. 
Nós merecemos tanto. Queremos viver tanto, e este tempo será tão…

"Quero que saibas que estarei sempre aqui…"

Imagem
Quero que saibas que estarei sempre aqui… neste mesmo lugar. Neste mesmo sentimento que me arrasta contra o teu coração. Estarei presente, seguro de que te amo, muito para além de tudo o que te digo, de tudo o que falo – no silêncio do meu olhar que te confessa esta paixão. Quero que saibas que nada é em vão. Cada luta que travo, cada medo que enfrento, sempre que me dou por completo e pertenço-te (como me pertenço a mim mesmo). És e serás sempre tu… esta força que me move, este sonho que me acorda, que me revolta, que me leva a caminhos que pensei não existirem. E… enquanto estiveres a dormir, quero que me sintas muito para além das imagens, que sintas o toque da pele, o calor do sentimento, a verdade de tudo aquilo que somos, juntos. Quero que saibas que irei correr sempre na tua direcção, que seremos a paixão, o choro e um sorriso – o que for preciso… só para nos sentirmos vivos. Quero-te em cada instante, da forma como és. Sem mentiras, sem qualquer máscara, sem qualquer dúvida. Porque é …

"Deixa-me morrer!"

Imagem
Deixa-me um tempo... um só momento. Para eu estar mais em mim, para encontrar-me muito para além desta dor que sinto. O meu coração explode em clamores, em tremores que me levam para longe daquele sorriso que já não consigo conhecer. Quero viver! 
Viver muito mais do que esta mágoa, bem mais do que este silêncio em que guardo tudo aquilo que sofro, calado! Deixa-me dormir... um só segundo. Esquecer-me do mundo e poder não sentir. Não ver. Não saber o que é mais feito de nós. Quero estar a sós, mergulhado nas minhas próprias lágrimas, envolto nos meus próprios fantasmas. Hoje... esta dor parece tão voraz... Capaz que me levar à loucura das minhas próprias memórias, das histórias que tento reviver - só para que me reste um pouco de esperança. Deixa-me um tempo... esquece-te de mim! Segue o teu caminho muito para além do meu fim, para lá das minhas mãos que se escondem, que fazem das minhas próprias mentiras o seu porto-de-abrigo. Sinto-me perdido... Tão perdido neste caminho, neste destino que se…

"Continuo a amar-te... depois de falhar."

Imagem
Se te pudesse dizer tudo... jamais deixaria o tanto que calei e não partilhei contigo. Faria muito mais do que aquilo que fiz, lutaria por nós até ao final dos nossos dias, enchia-te de certeza e não de tristezas. Se eu pudesse... neste mesmo momento, abraçava-te, juntava-te contra o meu peito e dava-te a segurança que sempre me pediste (e que eu não te soube dar).  Perdi-te! Pedi-te no momento em que te passaste a amar mais do que me amavas a mim, no dia em que decidiste colocar um fim. Em que foste, verdadeiramente, ser feliz. E se eu pudesse... Se eu pudesse, agora colocaria o meu mundo nas tuas mãos, colocaria todo o meu sentimento nos nossos beijos, toda a minha verdade naquele olhar em que fugi de ti, em que fugia de tudo o que um dia poderíamos ter sido. E eu fui cobarde... Fui tão cobarde quando te vi saíres e nem consegui dizer-te nada, que te motivasse a ficares nos meus abraços.   E se pudesse... só mais uma vez... Não me calaria mais. Não te causava mais "ais", e dessas …

"Morde-me os lábios!"

Imagem
Vem...  Quer-me de uma só vez. Quer-me de vez! 
E ama cada pedaço do meu corpo.
Envolve-me neste sentimento louco, neste prazer em que somos a liberdade,
Em que a verdade se desenha nos nossos corpos... despidos.
Nas roupas caídas pelo chão. Na tesão de querermos sempre mais. 
Vem...
Vamos acabar com todos os nossos "ais", vamos ser a loucura, o desejo. 
Vamos ser um só beijo. Um orgasmo no expoente da vontade.
Vem...
Vem arder enquanto esta chama arde, enquanto nos queremos, 
Enquanto nos damos - 
Muito para além de tudo aquilo em que nos tornamos.
Vamos ser apenas um! Na transpiração da nossa pele, 
No sabor dos nossos húmidos beijos, dos nossos fugazes desejos, 
Das nossas línguas que confessam... o prazer.
Vem...
Agarra-te a este meu ser, morde-me os lábios, marca-me o corpo.
Eu sou teu!
De todas as formas, de todas as maneiras.
Nesta cama desfeita, nesta vontade tão satisfeita,
Nesta nossa paixão.
Em que somos bem mais que coração.
Em que somos.... carne!