Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2012

Tamanha Irrealidade...

Imagem
Espaço imenso que entre estes dois nossos corpos se colocou, uma distância ofuscante, sufocante que nos reduz a simples amantes perdidos, a pessoas esquecidas, a um sentimento que desvaneceu sobre as minhas, as tuas, as nossas mãos. Querer lutar e luta que se vê perdida, querer avançar e um passado tão agarrado no peito de quem o viveu, querer sonhar e esse mesmo sonho se ver fragmentado entre pedaços meus, teus, nossos. Vida vivida, sentida, em que a força se esqueceu de si, em que o amor se esqueceu de nós e reinventou-se ao nosso olhar, aquele olhar que nada fez, que de si se esqueceu, que a nós nos abandonou. Sonho perdido, luta irreal, perda sobre as mãos de quem não sentiu cada palavra, não interpretou cada silêncio. Há um momento na vida em que despertamos, em que vemos que erramos, aprendendo, lutando, mudando. Há dias em que apenas um simples sinal muda uma realidade, em que uma partida deixa tamanha saudade, em que um querer faz-nos avançar, romper barreiras, transpor fronte…

Ouvi dizer...

Imagem
(Hoje percam um pouco do vosso tempo e leiam esta história que aqui vos deixo. Espero que gostem...) Ouvi dizer que um dia o teu sorriso era o mais brilhante, ouvi diz, naquelas histórias que me contavam, que irias ser luz em mim, presente no meu coração. Assim fui seguindo, passo a passo nesta vida que fui construído, acreditando em sonhos de criança, relembrando cada palavra que antigamente me era lida. Quis provar por mim, quis sentir se a verdade daquelas palavras era a verdade da minha vida, o presente do meu querer. Descobri o amor, descobri esse sentimento que apenas era uma utopia, uma história de criança em que me revia, em que acreditava piamente. Assisti com o meu olhar que tudo isto é real, que todo este sentimento pode ser vivido desde que tenhamos a capacidade de saber amar, de deixamo-nos ser amados. Sorri, nesse instante sorri, porque via toda aquela felicidade espelhada nas escolhas que sempre tomei, nos erros que cometi, nas lutas que travei e no orgulho de nunca me t…

Porque o que é verdadeiro não se esquece...

Imagem
Coleccionador de recortes, velho guerreiro cansado, amante vivo, amor eterno que ali permanece, naquela voz rouca, naquele coração que ainda bate por quem um dia lhe prendeu o olhar, por quem fez dele pessoa numa história que ainda sobrevive. Sonhador, sonhador e contador de histórias, narrador de aventuras, de amores e desamores, de partidas e chegadas. Fala de amor, de um amor que ele nunca duvidou, de um sentimento capaz de derrubar barreiras, de transpor fronteiras e de formar vida em quem dela se esquece, em quem encontra o seu caminho no momento em que acredita em si mesmo. Hoje encontra-se apenas ele, num monólogo consigo próprio, com o sentimento que nele cresceu, amadureceu e permaneceu. Sentimento presente, ardente, ausente, tudo marcado por períodos, por momentos em que errou, em que aprendeu, em que desculpou, em que até mesmo pediu perdão. Intenso no seu pensar, incapaz de se enganar, viveu e vive a vida que se coaduna com o seu querer, com aquele sonhar singelo de crianç…

Eterno Dilema...

Imagem
Sentimental coração, pedaço de flor que debota com o passar do tempo, com o arrastar das horas em que pessoas se perdem, em que sentimentos são deslaçarados pelas vicissitudes de um querer, pela fraca força de um lutar. Amores efémeros, instáveis momentos em que sonhos se perdem, em que projectos caiem, em que palavras acabam sendo arrastadas pelas correstes antagónicas de quem um dia sorriu para a vida. Instantes marcam uma vida, pequenos fragmentos que muitos ignoram mas que acabam por fazer toda a diferença, acabam por ditar um ficar, um partir, um amar ou até mesmo um esquecer. Vive-se instabilidades, amores feitos de cartão, de um cartão que não resiste ao tempo, de um pedaço de papel efémero a que muitos chamam de sentimento eterno.Não se dá valor ao que se tem, espera-se sempre mais um pouco, acaba-se por procurar o que nem sequer existe e, com isto, perde-se o que faz parte de nós, perde-se quem tanto amor colocava na nossa vida.Somos humanos, erramos e aprendemos, queremos e …

O mudar de um querer...

Imagem
Mãos firmes seguram o mundo de quem o viu nascer, um sentimento presente, um amor diferente mas ao mesmo tempo tão intenso. Almas que se amam, palavras vivas no caminho de quem escreve a sua própria história, de quem narra o seu próprio seguir. Amarras rompidas, passado em forma de recordação, presente em tom de canção e um futuro risonho pela frente. Amores, desamores, sonhos ou até mesmo partidas, tudo num só corpo, tudo repartido por dois corações que aqui se encontram, que neste porto de abrigo se aninham.Há um tempo em que se amadurece, em que nos entregamos aos sentimentos verdadeiros, aos amores ditos reais, aqueles possíveis, aqueles que têm um caminho certo e não vivem na incerteza constante de um amanhã.Procura-se a estabilidade e não a insegurança ou até mesmo a aventura de outrora, procura-se o que se pode chamar de nosso, o que não foge das nossas mãos porque, certamente estará a ser cuidado. O amor que se procura hoje não é, com certeza, o amor que se procurou ontem, o q…

Instantes...

Imagem
Procura em ti um pouco de mim que nesse teu peito ficou, procura nas melodias a voz do meu coração que um dia o teu nome gritou, procura no sabor doce de um chocolate os sonhos que um dia contigo partilhei, procura no teu olhar o que de mim por ele se perdeu, procura no teu viver a resposta para o meu partir, procura em ti a vontade que ainda resta de estarmos juntos, de podermo-nos tocar. Descobre em ti a força que faz avançar, descobre em ti o que resta de um amor, o que resta de um recordar, descobre em ti o que ainda permanece meu, descobre em ti a verdadeira razão de ainda não teres partido. Ouve as palavras mudas que ainda te endereço, ouve para além dos sons fortes, ouve os sussurros que a ti acabam por chegar, ouve o bater do coração que ainda não se esqueceu de amar. Neste dia ouve, descobre, procura, neste dia fica, volta, agarra, ama e ancora-te a mim, ancora-te a este amor, a este nosso amor. Hoje este mundo é nosso, hoje pode-se amar, pode-se sentir, perdoar. Amanhã pode …

Para sonhar basta acreditar...

Imagem
Sejam o fruto do vosso lutar, simples espelho das acções que tomam, dos amores que vivem, dos sonhos que plantam.Sejam livres nas escolhas, sejam bem mais do que apenas personagens, sejam narradores, escritores, amantes, amigos. Vivam cada pedaço de vida, aproveitem cada oportunidade, perdoem, voltem atrás.Agarrem o que faz parte de vocês, lutem por o que querem, amem quem vos faz felizes. Chorem e sorriam, partam e voltem, a vida é apenas uma e o que passa acaba perdido, o que não se agarra chega ao momento em que abandona a nossa história. Não tenham medo de dizer, não tenham receio de olhar, o amor quando se sente é para ser partilhado e não individual, sonhos são para ser reais e o querer é a força que nos faz seguir em frente.Temos o dom de mudar o rumo da nossa vida, temos a força de rasgar sorrisos, de romper barreiras, de correr mundos mas, por vezes, falta essa noção e é isso que hoje vos tento despertar. Construam o que mais vos faz felizes, ergam um edifício em que entra o …

Simples de entender...

Imagem
Mãos, abraço e um beijo que fica, que permanece ancorado a este viver ilusório, carnal, sentimental e ao mesmo tempo tão banal. Perdeste-te no meio da igualdade de cada um, no meio do respirar silencioso de quem chama em gritos mudos, em palavras caladas. Amor perdido, amor encontrado, amor esquecido, amargurado ou então, apenas amor, amor de verdade. Tudo isto num partir, num chegar de quem te ama, de quem te esquece nos momentos em que te perdes de ti, em que te enganas aprisionando o teu coração, corrompendo a tua própria vontade.Desejo esquecido, sonho vivo, vivo em mim que vejo em ti muito mais que espectro, muito mais do que a sombra colorida, do que luz ofuscante que muitos julgam, que ninguém conhece verdadeiramente.És tu, apenas tu misteriosa, igual mas tão diferente, chama ardente, gelo que esconde, olhar que não consegue enganar, olhar que fala nos silêncios de um contar, de um sonhar e de um respirar descompassado, de um coração aprisionado. Amores, desamores, quereres ou …

Marcantes instantes...

Imagem
Instantes marcam esta nossa caminhada, esta mistura entre tudo ter e nada pedir. Momentos ficam, cravados em mim, tatuados dentro do nosso peito, destro desta história que se desenha sobre sonhos sonhados e um querer constante. Promessa que se vê realizada, gesto que se divide, que se sente sempre que o amor nos arrasta na direcção um do outro, sempre que a saudade se torna felicidade no nosso olhar. Amores destes fazem-me acreditar, fazem-me sonhar com finais felizes, com percursos coloridos, com uma força diferente de todas as outras, a nossa própria força, capaz de mover mundos, de juntar corações, de formar em nós recordações. Poderia escrever mais mas, o que se sente é o sentimento que de mim é exteriorizado, este sentimento sentido em mim, partilhado em ti, construído em nós. Há dias assim, em que o sorriso se esboça no nosso rosto sem razão aparente, em que o coração bate mais forte, em que a história ganha mais um capitulo. Há dias em que por simples momentos vejo o que tenho,…

Simplesmente tu...

Imagem
Flor de cais desfolhada, amor dos olhos meus, instante de uma história inacabada, sentimento repleto de vida, de sonho em que procurou ser feliz, em quem projectou construir uma história a dois. Céu em meia luz, cor que dá brilho ao olhar de quem te vê, ao toque de quem procura por ti, de quem jamais te esqueceu. Amor vivo numa poesia contrastante, és pedaço de tudo, és uma mão repleta de nada. Água que mata a sede, calor que aquece um caminhar, toda esta dualidade em ti, todo este antagonismo em nós. Amantes pintados em tela humana, sangue que marca e que deixa tatuado um recordar infinito, uma lembrança que nos agarra um ou outro, que nos pede pela presença de quem nos quer, de quem verdadeiramente faz falta em nós. Amor cravado no meu peito, amor das lembranças passadas, das histórias presentes, hoje serei teu, tu serás minha, despidos de tudo, entregues a uma ausência de mundo, a um abstrair de pessoas, de histórias, de monotonias. Hoje somos nós, eu, tu, o nosso sonhar, o nosso m…

A vida é de quem a agarra...

Imagem
Encontraram no beijo a expressão do seu amor, encontraram no gesto a prova do seu sentimento, viveram nos dias a história da sua paixão. Dois corpos, duas almas que se amam por entre as finas folhas de uma Primavera feliz, dois corações que batem descompassadamente ao ritmo de um sonhar constante, de um viver intenso em cada palavra pronunciada, em cada frase ditada. São o querer de um caminhar, o projectar de vidas, de histórias, de sonhos. Vivem o amor neles, nos outros e em tudo o que os rodeia, em tudo o que faz parte daquele pequeno, grande, mundo deles, erguido sobre fortes pedras, sobre a terra firme de um querer delineado, de um sentimento amadurecido. Na vida, naquele mesma em que vivemos, basta agarrarmos o mais real, basta vivermos o mais verdadeiro, todo o resto, aquilo que não se sabe o que é, aquilo que nem se coaduna com a nossa forma de ver e encarar a vida não faz falta ao nosso querer, não entra na nossa definição de felicidade. Procuramos de mais, vivemos de menos, …

Nós em prosa...

Imagem
Pedaço do meu ser, vida em mim trazida por suaves sopros de um amor tão real em nós. Guardador de recordações, lutador de sonhos, assim é este nosso peito, este coração repleto de carne que sente cada emoção, que vive cada paixão em que deixamos barreiras e fronteiras e nos entregamos a um viver completo, a um querer repleto de cor. Saudade palavra que fica, uma saudade em nada dolorosa, um querer abraçar, um contar das horas para que os corpos se juntem ao que o coração não consegue separar. Instantes nossos, palavras escritas por quem as sente, por quem deixa em cada frase um pouco de si, um pouco de sentimento que se torna tão grandioso, que não é mais do que uma forma de vida, a nossa forma de vida. Repletos de sonhos seguimos, caminhamos passo a passo num chão firme, assentamos alicerces sobre terra fértil e ali permanecemos ancorados ao refúgio dos nossos gestos, das nossas cumplicidades, dos nossos mais fortes quereres. Somos nós, despidos de tudo, entregues a um batalhar const…

Meu grande AMOR...

Imagem
Decidi entrar num concurso, espero que passem por este facebook e vejam o que lá deixei escrito e espero que gostem. Apenas basta um gosto no meu texto e na página que promove este concurso. Aqui está o link: 
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=382892981755281&set=a.382786995099213.91159.264167150294532&type=1&theater
Promessas, nada mais que promessas tidas em vão, que sopros de um vento que banha mas que não permanece, chama que arde mas que nem chega a aquecer. Muitas são as pessoas que assim vivem, acreditando de mais de quem dá de menos, vivendo numa espera constante de algo que permanece esquecido, num futuro irreal que nem chega a ser vivido. Amores esquecidos, sentimentos perdidos a que muitos se entregam, a que muitos se deixam iludir esquecendo-se de fugir, de viver algo mais real que os afaste da instabilidade de um querer, do cortar de um sonhar. Amor de verdade não tem horas, não vive de promessas mas sim de gestos e de uma partilha constante entre dois cor…

O teu Eu em Mim...

Imagem
Amor, palavra única viva em quem a ele se entrega, chama ardente, dias repletos de simbolismo, de um simbolismo que dá cor a um viver, que preenche de sonhos um caminhar. Dois amantes, dois lutadores que lutam juntos, unidos pelo peito, enlaçados numa cumplicidade diferente, numa estranha forma de vida em que dois são um, em que desse um quer-se uma história para a vida toda. Caminhos traçados, atalhos descartados, assim vivem os grandes amores, aqueles que demoram tempo a construir mas que deixam de ser efémeros tornando-se resistentes ao cair, a uma tempestade, a uma distância que possa surgir. No amor o que é feito com o coração, certamente, terá outro significado, outra força, outro caminhar. Se é amor, aquele de verdade, há a compreensão, há a vontade de estar, de abraçar e beijar, há vontade e não a falta dela.No amor deve-se partilhar, dividir, porque se assim não for, não se pode falar de amor, ou então até se pode, mas só de um lado, somente de uma pessoa que sente com toda a…

Palavras com destino...

Imagem
Perco-me nas palavras, encontro-te no olhar, naquele terno olhar que tudo diz por mais que as palavras sejam mudas. Silêncio que conforta, saudade que se espera, assim somos definidos, duas pessoas, um só amor, distância física mas jamais sentimental. Sonho sonhado, presente tão real, vida em nós, em mim e em todos os que assistem a esta história, a este filme que a cada dia que passa vamos acrescentando mais um capítulo, mais uma batalha vencida. Por momentos deixamos tudo o resto, vivemos no nosso mundo, naquele criado à medida do nosso sonhar, espelho da alma de quem se procura, de quem se sente por maior que seja a negação. Na vida somos simples melodia, compasso de uma música, uns dias triste, outros alegre. Somos bem mais do que o falar, do que o mostrar, somos sentimento e, esse mesmo, não se explica, sente-se nas palavras, ouve-se nos silêncios, agarra-se nos gestos...




No amor não há desculpas...

Imagem
Subia apressado as escadas de uma casa que nem era sua, ouvia-se a melodia alegre ao fundo daquele corredor, daquele lar em que o calor era bem mais do que o da lareira acesa numa noite de inverno, o calor vinha do sentimento, daquele ali vivido, daquele tão intensamente sentido. Sem olhar para trás corria com todas as suas forças e, de repente, abre a porta daquele quarto. Lá estava ela, sentada ao piano a dedilhar as melodias de um sonho tão real, fragmentos que tinha composto sempre que vivia aquele amor, sempre que sentia a presença dele em si, dentro do seu peito. Sentando-se ao seu lado ele começou a tocar juntamente com ela, começaram a exprimir todo aquele sentimento numa melodia que ecoava por todo aquele espaço, que banhava as fotografias de ambos, as fotografias que fazem parte daquela história. Sorriam e olhavam em gestos cúmplices que no silêncio das palavras se entendiam, sorriam e continuavam a tocar toda aquela harmonia de notas, todo aquele conjugar de sonhos, vontade…