Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2017

"Se um dia partires... não te esqueças que me amaste"

Imagem
Se um dia fores... só quero que saibas que continuarei aqui... Pronto para te abraçar, para te amar - como da primeira vez. Se fores... e se não me poderes levar contigo, Leva-me no teu coração. Leva-me no teu pensamento. E recorda sempre aquele momento... em que fomos um do outro. Se um dia partires... deixa-me uma carta escrita, Um poema em que fales do nosso amor,  Um pequeno bilhete em que digas que me amaste. Se ires... vai na certeza que eu espero o teu regresso, Que choro a saudade que me causas, Que vivo na solidão do que é amar-te sem te ter. Se um dia fores...agarra-te a mim.  Abraça-me. Limpa-me as lágrimas e faz-me acreditar no amor, Porque estejas tu onde for, eu estarei contigo no meu peito, Neste imperfeito sentimento. Porque se um dia fores sem mim... será o meu tormento, O fim de tudo aquilo com que sonhei,  Ser apenas eu... eu sem nós os dois. 

"Se puderes... não vás..."

Imagem
Se puderes... não vás... Ama-me só mais uma vez. Só desta vez.
Faz-me acreditar que tudo valeu a pena. Que a paixão que temos não era pequena.
Que não foste só uma ilusão.
Se puderes... fica...
Fica em mim. Nesta casa que chamavas de nossa,
Nesta cama em que nos amamos, em que nos demos,
Em que fomos mais do que o saciar do corpo.
Se puderes... abraça-me...
Preciso sentir-te perto de mim, 
Como sempre fomos, como sempre o confessamos - 
Sempre que nos olhávamos um ao outro, 
E não eram precisas palavras para expressarmos todo o nosso amor.
Se puderes... não me esqueças...
Porque eu sei que nunca te irei esquecer,
Que na minha pele vive o teu cheiro, que no meu coração vive a tua presença, que nos meus lábios ainda sinto o teu sabor.
Por isso... 
Por onde tudo fores, por onde eu for,
Existirá sempre um nós. Uma história que não se apagará,
Um sentimento que me continua a fazer acreditar,
Que um dia... ainda irás procurar por mim... 



"Deixa-me ter-te... só mais uma vez..."

Imagem
Deixa-me imaginar-te... Talvez por mais uma noite.
Ter-te nos meus braços, envolver-te nos meus sentimentos.
Deixa-me sonhar-te...
Pensar que a vida irá passar sempre por nós,
Por mais que a saudade nos mate. Por mais que a distância nos afaste... por mais dias em que eu não saiba mais de mim.
Deixa-me ter-te...
Nem que seja só mais uma vez,
Nem que seja por breves segundos.
Sinto-me vazio...
Talvez movido pela dor de não te sentir aqui.
De me sentir perdido (dentro do quanto te amo).
Engano-me...
E é assim que sobrevivo à angustia de não te ver,
Nestas minhas mãos que não te souberam segurar.
Deixa-me imaginar-te...
Talvez sonhar-te para te poder ter ou esquecer.
Porque sem ti a vida é um fio,
Que me escorre pelo rosto, que me mostra tão grande desgosto,

Deste rio que te fez um dia partir de mim...



"Amo-te... muito para além deste coração que bate por ti"

Imagem
Amo-te! Por mais fortes que sejam os meus medos,  Por maiores que sejam os meus erros.  Amo-te como nunca amei ninguém.  Neste desejo que me devora,  Nesta ansiedade de te ter nos meus braços -  Enquanto somos mais do que dois corações apaixonados. Amo-te em cada noite em que o sono não aparece... Em que a minha memória colecciona imagens do teu rosto, Enquanto o meu corpo pede pelo teu (em desejos constantes). Quero-te na minha pele! Quero que me rompas esta saudade, Que venhas viver a verdade - ao lado de quem sempre te amou  (desde o primeiro momento). Amo-te! Em cada fragmento desta história que não encontra sentido sem ti, Nesta caminho que parece não ter fim -  que nunca acaba pela falta de um sentimento que nos une mesmo além da distância. E enquanto somos verdade... somos mais fortes do que o mundo, Do que a insegurança que a falta de um abraço causa, Do que as barreiras que se põem - e que nós conseguimos derrubar. Amo-te para além da palavra amar... Amo-te sem ser por metade.  Porque o sentimento …

"Amar-te-ei até morrer!"

Imagem
Somos muito mais do que dois corpos, Do que dois corações que batem um pelo outro. 
Somos a liberdade de um amor que sentimos correr nos nossos braços, na nossa pele, num olhar que confessa uma paixão maior do que a saudade.
Somos a verdade de um beijo, um abraço apertado, um destino cruzado - pela vontade de vivermos uma grande história de amor.
Somos o que tiver de ser... desde que sejamos nossos, 
Que nos entreguemos sempre ao que sentimos, sempre àquilo em que acreditamos.
Somos a força de um lutar, a adrenalina de arriscarmos sempre mais, de nos darmos sem barreiras, de nos amarmos sem que sejam precisas promessas.
E é nesse amor que somos bem mais livres.
Que vivemos a loucura das nossas próprias vontades, que confessamos tudo aquilo que queremos sem metades, 
Que nos amamos como nunca ninguém se amou.
Somos o romper da distância, a vida que se expressa no desejo que temos de cuidar, de preservar, de imortalizar - todo este sentimento.
Nós somos e sempre seremos o nosso momento,
O tempo que…

"Continuo a amar-te... depois de falhar"

Imagem
Se te pudesse dizer tudo... jamais deixaria o tanto que calei e não partilhei contigo. Faria muito mais do que aquilo que fiz, lutaria por nós até ao final dos nossos dias, enchia-te de certeza e não de tristezas. Se eu pudesse... neste mesmo momento, abraçava-te, juntava-te contra o meu peito e dava-te a segurança que sempre me pediste (e que eu não te soube dar).  Perdi-te! Pedi-te no momento em que te passaste a amar mais do que me amavas a mim, no dia em que decidiste colocar um fim. Em que foste, verdadeiramente, ser feliz. E se eu pudesse... Se eu pudesse, agora colocaria o meu mundo nas tuas mãos, colocaria todo o meu sentimento nos nossos beijos, toda a minha verdade naquele olhar em que fugi de ti, em que fugia de tudo o que um dia poderíamos ter sido. E eu fui cobarde... Fui tão cobarde quando te vi saíres e nem consegui dizer-te nada, que te motivasse a ficares nos meus abraços.   E se pudesse... só mais uma vez... Não me calaria mais. Não te causava mais "ais", e dessas …

"Sente o teu próprio coração"

Imagem
Por vezes as mãos gastam-se...  Os sonhos parecem morrer e a saudade é maior do que o nosso próprio respirar.
Sentimos que tudo pode acabar. Naquele mesmo instante.
Naquele mesmo segundo. Num último olhar.
Enquanto somos engolidos por um sentimento tão profundo,
Mergulhamos na solidão das nossas próprias incertezas.
Na insanidade dos nossos segredos (mais profundos)
Por vezes... sentimo-nos tão pequenos,
Tão incapazes. Tão frágeis. 
E é isso que nos revela que a vida corre num sopro,
Que a verdadeira intensidade da coisas está no que fazemos,
Que a verdadeira essência da vida reside no que lutamos - 
Sempre que enfrentamos o mundo... para vivermos o que sonhamos.
É nesse tempo que somos mais humanos,
Que deixamos tudo para trás, que valorizamos quem nos faz sentir capazes...
De agarrar todo o amor que existe no mundo.
Por vezes... o que precisamos é um um momento só nosso,
De uma mudança no caminho que traçamos.
Por vezes o que precisamos...

É de nos ouvirmos e compreendermos quem somos.



"Amo-te acima dos meus próprios medos..."

Imagem
Amo-te acima dos meus próprios medos... Dos fantasmas de um passado que me feriu, que me mentiu sempre que me dizia amar 
(sem o sentir).
Sinto-te em mim, por maior que seja esta saudade que sinto,
Por mais que me entregue à noite e não sinta o teu cheiro no meu corpo.
Quando amo... amo de verdade,
Porque não sei amar de outra forma. 
Porque não te consigo sentir de outra maneira.
Amo-te acima de cada marca que tenho em mim, acima de cada vontade que tenho de largar isto tudo e fugir contigo num sonho profundo.
É ao teu lado que me sinto completo, é ao teu lado que tudo ganha sentido - 
sempre que sei que nada é proibido e que contigo posso ser quem, realmente, sou.
Amo cada pormenor do teu corpo, cada milímetro da tua pele, cada batimento do teu coração, cada olhar que tudo me revela, sem serem ditas palavras.
A verdade é que te sinto em mim... mesmo que agora não estejas aqui, 
Nesta cama repleta de memórias, nesta história que parece adiada,
Até ao dia que regresses. Que me abraces.
Que não digas…