Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2016

"Preciso de ti... de nós..."

Imagem
Preciso de ti... de nós... Neste silêncio que me aperta. Nesta falta que é tão maior do que eu. Preciso do teu abraço... do nosso abraço... Daquele em que cabem os nossos sonhos. Em que os nossos medos são esquecidos... Preciso dos nossos segundos perdidos, Das nossas roupas espalhadas pelo chão, de rirmos até mais não. Preciso de tudo o que não tenho em mim... Preciso que chegues a casa... à nossa casa... Que te deites sobre o meu peito, que me mostres que tudo pode ser perfeito, Mesmo na junção das nossas imperfeições. Preciso que voltes... que voltemos... Que nos esqueçamos das nossas falhas, que nos libertemos de tudo aquilo que nos magoou. Preciso que tudo seja nosso... sempre nosso... As nossas noites vividas, o nosso desejo de querermos alcançar o mundo... O nosso olhar profundo - capaz de nos despir a alma. Preciso de ti... de nós... Neste momento! Nesta cama! Preciso de tudo o que somos... sempre que deixamos de ser... saudade. 


"Quero que saibas que estarei sempre aqui…"

Imagem
Quero que saibas que estarei sempre aqui… neste mesmo lugar. Neste mesmo sentimento que me arrasta contra o teu coração. Estarei presente, seguro de que te amo, muito para além de tudo o que te digo, de tudo o que falo – no silêncio do meu olhar que te confessa esta paixão. Quero que saibas que nada é em vão. Cada luta que travo, cada medo que enfrento, sempre que me dou por completo e pertenço-te (como me pertenço a mim mesmo). És e serás sempre tu… esta força que me move, este sonho que me acorda, que me revolta, que me leva a caminhos que pensei não existirem. E… enquanto estiveres a dormir, quero que me sintas muito para além das imagens, que sintas o toque da pele, o calor do sentimento, a verdade de tudo aquilo que somos, juntos. Quero que saibas que irei correr sempre na tua direcção, que seremos a paixão, o choro e um sorriso – o que for preciso… só para nos sentirmos vivos. Quero-te em cada instante, da forma como és. Sem mentiras, sem qualquer máscara, sem qualquer dúvida. Porque é …

"Pensa em mim..."

Imagem
Segura-me o medo...  Este que me faz esconder na solidão da saudade que sinto em mim. Liberta-me destes pensamentos, desta espera em que espero por ti, destas noites que parecem não querer ter um fim. Sem ti... tudo parece tão vazio, parece um rio de desejo, os gritos mudos que abafo em sorrisos, as fantasias que me fazem sonhar com o nosso abraço. Pensa em mim...  Muito para além desta distância, destas pontes que nos separam, destes sentimentos que nos agarram (um ou outro - para sempre...). Tudo aqui parece tão pouco... tão pouco como as horas que não passam, como os segundos que me abraçam - que me levam à certeza de quem és e sempre serás... parte de mim. Não sei viver sem ti...  Sentir-te em tudo aquilo que sou, em tudo aquilo que vivemos juntos.  E só te peço que me segures... que me agarres de vez! Conto até três e deixo-me ir no sono. Talvez seja ele quem me conhece, quem me embale nesta falta que sinto, neste meu peito tão destemido - e que hoje parece tão pequeno. Só penso …

"Aos meus pais..."

Imagem
Sinto saudade... Saudade da verdade de um abraço, da ternura de um beijo, de um olhar capaz de guardar nele o mundo.
Falta de um sentimento profundo, de uma mão que me impedia de cair, do tempo que passava sem sequer o sentir.
Sinto saudades da minha casa...
Do cheiro da lenha a arder, das noites em que custava a adormecer...
Só porque os sorrisos ecoavam por todas as salas e corredores.
Sinto falta de vocês...
Dos meus heróis. 
Do meu pai que se levanta na noite para se entregar ao mar...
E regressa no dia seguinte já ao entardecer (só para nos poder realizar os sonhos).
Sinto saudades do abraço da minha mãe...
Do sabor da comida que preparava para mim - mesmo que o cansaço fosse maior do que ela.
Sinto saudade da verdade que encontro na minha "casa"...
No sítio em que nasci, na pessoa em que me tornei pelos valores que fui herdado.
Sinto orgulho de onde cresci...
Dos esforços que vi fazerem por mim, de tudo o que me deram - mesmo que lhes faltasse para eles.
Sinto saudades disso...
De não …

"Sinto-me só..."

Imagem
Sinto-me só... Neste caminho que tantas vezes se esquece de mim...
Agarrado a esta saudade que me preenche o peito, 
Que me inflama o olhar - fazendo-me sentir a dor.
Sinto-me vazio...
Na vontade de sonhar para além do esquecimento,
De poder viver um só momento... de felicidade.
Sinto uma ansiedade tão grande.
Um grito que parece não querer sair da minha garganta,
E empurra-me para as quatro paredes deste quarto...
Em que me despeço dos fantasmas do meu passado - 
Acreditando que amanhã tudo vai mudar.
Sinto-me só...
Nesta espera que me faz desesperar,
Neste destino que só me pede para esperar...
Por um futuro que eu nem sei como algum dia poderá acontecer.
Quero adormecer!
Poder viver uma vida para além desta que vivo,
Deixar de sentir as lágrimas escorrerem pelo meu rosto,
Deixar morrer este meu desgosto,
E poder abraçar-te...
Para me poder sentir vivo (outra vez).




"Dói-me o coração..."

Imagem
Dói-me o coração... Talvez magoado pela ilusão. Pela paixão. Ou pela saudade...
Dói-me amar de verdade...
No meio de um mundo que se esquece de sentir.
No meio de toda a distância que separa os nossos corpos.
Dói-me o corpo...
Cansado de lutar, de sonhar por um momento só nosso,
Por um destino que se lembre do nosso amor.
Dói-me querer ir e ter que ficar...
Preso a este mesmo lugar, a esta mesma mentira,
Na certeza que jamais serei feliz - se não te ter nos meus braços.
Dói-me tanto a alma...
Esta calma em que estou, nesta melancolia que me engole,
Que me devora.
E me deixa... sozinho.
Dói-me tanto o coração!
A desilusão de ter de esperar. A mentira de quem só sabe chorar...
E apresenta um sorriso para ninguém perceber.
Doem-me as mãos. Os braços. O peito.
E mesmo sabendo que não sou perfeito...
Sei que te amo muito para lá do que tantos conseguem sentir.
Porque se há algo que me faz sorrir...
É saber que nesta vida aprendi a amar...
Como te amo.
Com todo o meu coração. 



"Espera por mim..."

Imagem
Espera por mim... Nesta saudade que sentimos, nesta nossa vida que nos faz viver a falta que o amor nos causa. Espera que eu volte.  Que te abrace e te proteja junto ao meu corpo,  Enquanto vivemos todo o sentimento que parece tão pouco... para o tanto que sentimos dentro do coração. Espera por mim... Por tudo aquilo que sou a teu lado, por todas os segredos que confessamos só nós dois, Por todo o medo que deixamos para depois... para nos amarmos como nunca ninguém se amou. Espera que volte... que te beije, que te cuide, que te mostre que nem a distância é capaz de apagar todo este amor que temos. Espera por mim... Nas noites que custam a passar, nas lágrimas que nos escorrem pelo rosto - sempre que nos vemos sem nos tocarmos, sempre que nos sentimos incompletos. Espera-me... Porque a minha maior vontade é voltar, quebrar com todas estas barreiras, entregar-me ao desconhecido de ir para além do mundo, E mergulhar num sono profundo, acordando de novo... Ao teu lado.

"O medo era tão maior que eu..."

Imagem
Disseram-me para eu ir... e eu fui...
Despedi-me da saudade e engoli as lágrimas que me escorriam pelo rosto.
O medo era tão maior que eu...
Maior do que as minhas mãos, mais forte do que o meu próprio peito.
E mesmo imperfeito... acreditei no sonho de viver um grande amor.
Deixei todo o pavor numa gaveta fechado,
E, enquanto curava cada ferida do passado, escondia-me de tudo o que sentia,
Daquela paixão que me invadia - tornando-me num eterno apaixonado.
Ainda cansado...
Pensei tantas vezes em desistir de tudo aquilo que tinha em mim,
Colocar um fim em cada princípio, atirar-me de um precipício -
Sem temer sentir qualquer dor.
Era amor...
Um amor que sentia dentro do meu coração,
Num turbilhão de vontades e devaneios, de sorrisos e anseios - 
Só para poder ser maior do que tudo aquilo que sempre quis ser.
Disseram-me para eu ficar... e eu não fiquei...
Porque é no partir que encontramos as melhoras chegadas,
Que engolimos a saudade e descobrimos a verdade de tudo o que vivemos - 
Por maiores que sejam …

"Todos procuram o amor!"

Imagem
Todos procuram o amor...  Uns no silêncio dos seus medos, outros na vontade de serem felizes.  Todos procuram o amor à sua maneira. Da sua forma.  Vivendo cada oportunidade, agarrando cada momento.  Na verdade... todos querem ser amados. Desejados. Cuidados. Todos sonham com um pouco de liberdade... que os faça acreditar na verdade (dos seus próprios sentimentos). Todos procuram o amor...  Mesmo aqueles que dizem que não o querem encontrar. Mesmo todos aqueles que dizem já ter desistido. Procuram formas de amor... Frases que os fazem acreditar, músicas que os fazem recordar, imagens que os fazem sentir (por simples momentos) o que é viver uma grande paixão. Todos vivemos de amor... e desengane-se quem diz que pode bem viver sem ele, que pode muito bem esquecer-se de sentir. Viver o que tiver por vir - mesmo que não venha amor. Todos nós procuramos viver o amor... Senti-lo em nós. No nosso corpo. Na nossa pele. Nos nossos lábios. No nosso coração. A verdade é que somos feitos de recordação, e cada …