"Envolve-me..."

A noite envolve, pede, sussurra,
Depois vai, segue, agarra, segura.
A vontade aumenta, o tempo vira tormenta e,
O desejo ostenta.
Vem então a paixão,
Dos corpos, do beijo, da tesão,
Ficam só os dois,
Na cama, na pele, no depois.
Desnudam-se vontades, desejos, segredos,
Mordem-se lábios, ofuscam-se os medos,
Libertam-se, marcam-se, tatuam-se, prendem-se,
Depois vem o olhar e, os dois, perdem-se.
Regados de vinho, de sorrisos e de vontade,
Deixam-se ficar mais um pouco,
Surge o sentimento louco e,
Depois do prazer,

Ficam os dois...


Comentários

  1. A noite e os seus delírios, o desejo pungente...
    Descreves com ardor nestas linhas!

    Um beijo.
    E esse beijo... ;)

    ResponderEliminar
  2. Não podia estar mais de acordo contigo!
    Obrigada :’) Aplico, ou pelo menos tento... Já perdi algumas pessoas e fiquei com a sensação que ficou muito por dizer. Agora, tento ‘não deixar para amanhã o que posso fazer hoje’. A vida é incerta, tudo muda de forma repentina e quando olhamos para trás, apercebemo-nos que desperdiçamos todas as oportunidades que foram surgindo..
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Desta vez colamos na imagem ;)
    Mais um poderoso texto! Parabéns!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário