A vida é de quem a agarra...

Encontraram no beijo a expressão do seu amor, encontraram no gesto a prova do seu sentimento, viveram nos dias a história da sua paixão. Dois corpos, duas almas que se amam por entre as finas folhas de uma Primavera feliz, dois corações que batem descompassadamente ao ritmo de um sonhar constante, de um viver intenso em cada palavra pronunciada, em cada frase ditada. São o querer de um caminhar, o projectar de vidas, de histórias, de sonhos. Vivem o amor neles, nos outros e em tudo o que os rodeia, em tudo o que faz parte daquele pequeno, grande, mundo deles, erguido sobre fortes pedras, sobre a terra firme de um querer delineado, de um sentimento amadurecido. Na vida, naquele mesma em que vivemos, basta agarrarmos o mais real, basta vivermos o mais verdadeiro, todo o resto, aquilo que não se sabe o que é, aquilo que nem se coaduna com a nossa forma de ver e encarar a vida não faz falta ao nosso querer, não entra na nossa definição de felicidade. Procuramos de mais, vivemos de menos, sonhamos com algo que não temos e nem agarramos o que faz parte de nós, falamos de uma felicidade que virá no futuro e descuramos que essa mesma felicidade pode ser vivida no presente, olhamos o amor como utopia e, infelizmente, ignoramos quem nos quer dar a mão, quem quer fazer parte da nossa história, daquela mesma que pensamos ser um conto que jamais se tornará real...



Comentários

  1. Pois é a vida passa-nos quase todos os dias ao lado. Reclamamos de tudo e de todos, mas na verdade muitas das vezes somos nós mesmo que desperdiçamos aquilo porque reclamamos.
    Olhamos muito mas não vemos nada, captamos tudo e não sentimos nada...a realização está muitas vezes a um passo, o problema é saber dá-lo!

    Gostei muito do texto :)
    Beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. Estas são aquelas palavras que lemos e que compreendemos perfeitamente. Gosto muito!

    ResponderEliminar
  3. Isto de adiarmos as coisas realmente... Eu falo mas, no fundo, sou exactamente igual :(

    Beijinhoo *

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente com você. As vezes procuramos demais e nos esquecemos de viver e ver que as coisas boas podem estar ao nosso lado, bem perto da gente. Por isso, devemos sempre estar atentos ao que acontece ao nosso redor porque a vida é curta e temos muito pouco tempo para vivê-la.

    Um grande abraço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário