Simplesmente tu...

Flor de cais desfolhada, amor dos olhos meus, instante de uma história inacabada, sentimento repleto de vida, de sonho em que procurou ser feliz, em quem projectou construir uma história a dois. Céu em meia luz, cor que dá brilho ao olhar de quem te vê, ao toque de quem procura por ti, de quem jamais te esqueceu. Amor vivo numa poesia contrastante, és pedaço de tudo, és uma mão repleta de nada. Água que mata a sede, calor que aquece um caminhar, toda esta dualidade em ti, todo este antagonismo em nós. Amantes pintados em tela humana, sangue que marca e que deixa tatuado um recordar infinito, uma lembrança que nos agarra um ou outro, que nos pede pela presença de quem nos quer, de quem verdadeiramente faz falta em nós. Amor cravado no meu peito, amor das lembranças passadas, das histórias presentes, hoje serei teu, tu serás minha, despidos de tudo, entregues a uma ausência de mundo, a um abstrair de pessoas, de histórias, de monotonias. Hoje somos nós, eu, tu, o nosso sonhar, o nosso mais profundo querer. Basta por momentos olharmos em redor, basta por simples instantes esquecermos o que queremos e vermos o que temos, basta por vezes lutar pela pessoa certa, valorizar o sentimento verdadeiro, viver o amor mais real...





Comentários

  1. Que lindo, que lindo, que lindo. Gostei tanto. E muito obrigada pelas tuas palavras.

    ResponderEliminar
  2. que lindo texto, é muito agradável saber que gostam dos meus posts, obrigada. beijinho * :)

    ResponderEliminar
  3. obrigado :) Gostei mesmo do texto !
    'basta por vezes lutar pela pessoa certa'- o problema é ter a certeza que 'aquela' é a pessoa certa...
    Beijinho :*

    ResponderEliminar
  4. obrigada, já tinha saudadinhas tuas.

    ResponderEliminar
  5. este texto foi muita profundo! gostei, as imagens ficaram mesmo muito bem, no ponto!

    ResponderEliminar
  6. agradeço-te do fundo do coração, mesmo! vou fazer por me reencontrar. adorei o texto e a música é linda*

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito (:
    Já tenho há uns anos mas tenho estado ausente :/

    ResponderEliminar
  8. obrigada pelas tuas palavras. mas parece que não sou só eu que escrevo 'o amor' :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário