Instantes...

Procura em ti um pouco de mim que nesse teu peito ficou, procura nas melodias a voz do meu coração que um dia o teu nome gritou, procura no sabor doce de um chocolate os sonhos que um dia contigo partilhei, procura no teu olhar o que de mim por ele se perdeu, procura no teu viver a resposta para o meu partir, procura em ti a vontade que ainda resta de estarmos juntos, de podermo-nos tocar. Descobre em ti a força que faz avançar, descobre em ti o que resta de um amor, o que resta de um recordar, descobre em ti o que ainda permanece meu, descobre em ti a verdadeira razão de ainda não teres partido. Ouve as palavras mudas que ainda te endereço, ouve para além dos sons fortes, ouve os sussurros que a ti acabam por chegar, ouve o bater do coração que ainda não se esqueceu de amar. Neste dia ouve, descobre, procura, neste dia fica, volta, agarra, ama e ancora-te a mim, ancora-te a este amor, a este nosso amor. Hoje este mundo é nosso, hoje pode-se amar, pode-se sentir, perdoar. Amanhã pode ser tarde, amanhã nem se sabe mais como será... 




Por dias, por noites, por momentos, para ficar, para parti, para querer, por lutar, por sonhar, o AMOR VALE SEMPRE A PENA...

Comentários

  1. o que escrevi foi realmente muito pouco. ultimamente não tenho conseguido mais do que isso mas acredita que escrever aquilo deu-me uma das melhores sensações do mundo. aquela sensação do "estou de volta".

    ResponderEliminar
  2. tenho mesmo de o fazer. obrigada!*
    o dia a seguir é sempre um incógnita, mas o hoje que aqui escreveste está lindo!

    ResponderEliminar
  3. no dia em que eu não amar o que tu escreves vou ter imensa pena e preocupação por mim mesma. estarei doente, muito doente..

    ResponderEliminar
  4. "Neste dia ouve, descobre, procura, neste dia fica, volta, agarra, ama e ancora-te a mim, ancora-te a este amor, a este nosso amor."

    Chegou a um dia que fiz isso tudo e fiquei bastante melhor. Só é preciso coragem e um coração forte!

    Muito obrigada pelo comentário, gosto de saber que faço a diferença na vida de alguém, mesmo que de forma residual!
    Sim, estou quase a acabar! Como soubeste? :p

    ResponderEliminar
  5. As coisas mais simples são as mais bonitas :)

    O facebook é uma das formas mais rápidas de se conhecer alguém ;) Já está quase e já estou ansiosa pelo final, quero seguir a minha vidinha :p Estou farta de tantos trabalhos para 1001 disciplinas!

    ResponderEliminar
  6. Ainda para mais quando começamos a exercer na nossa área e vemos que fomos mesmo feitos para aquilo :)
    Ahhh, agora entendo a forma como consegues ler tão bem as pessoas! Compreendes muito bem o ser-humano!

    ResponderEliminar
  7. Cada vez mais é preciso pessoas como tu para compreender o ser humano. Somos os apelidados "animais racionais" mas mesmo assim os menos civilizados [enquanto sociedade!]. Cada vez acredito mais naquilo que aprendi em história: o humano quanto mais sabe cientificamente, menos se preocupa com o próximo socialmente!
    Eu adorava ter ido para psicologia, mas bom...nunca é tarde demais :)

    ResponderEliminar
  8. Às vezes sinto necessidade de ter alguma influência na vida das pessoas. Ajudá-las simplesmente pelo gosto de fazê-las sentir bem com elas próprias. À falta de um curso de psicologia refugio-me nas palavras. Mas sabes, concordo contigo: a sociedade é demasiado individualizada. Pensamos sempre que os nossos problemas são os piores, que ninguém sofre ou que ninguém nos compreende. Fui aprendendo aos poucos que isso não é verdade e que o egoísmo pode até nascer connosco mas depende de nós se cresce ou não!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário