Conto cantado de um Verão sentido...

Hoje coloquem a música, e deixem-se ir pelas palavras. Sejam felizes e façam alguém feliz também...

Sinto-te em cada espaço desta minha casa, deste meu refúgio dos sentidos. Olho as paredes e vejo as imagens de um sorriso que me prende, de um olhar tão distinto de todos os outros que por mim passaram.
Em pequeno falavam-me de amor mas nunca, nunca, pensei em senti-lo assim, vivo em mim, repartido em ti. Sombras dissiparam-se e hoje, hoje, o sol entra pelas cortinas desta casa com vista para o mar, deste teu, nosso, lar. Espero-te, com força, com intensidade, com uma voracidade que me faz ser um homem melhor, a cada dia, a cada momento em que habitas em mim. Sonhos repletos de desejo, de um escarlate sangue que me percorre o corpo, que grita por ti em gritos mudos que se misturam nas melodias largadas ao vento. Escrevo o teu nome no meu destino, a tua presença é vivida na minha história, nesta que almeja a tua mão, junto à minha nos desígnios de uma escolha complementada a dois.
Sabe-me bem viver assim, nesta simplicidade emergente em que a vontade é apenas isso, uma vontade pura, sem mascaras nem barreiras, sem dúvidas que afastam dois corpos num tempo que se esquece de esperar. Quero-te, quero-te com toda a vontade que me preenche este meu corpo, que forma em mim uma vida diferente, esta estranha forma de vida. Procuro-te, procuro-te em tanto que em mim assume a centralidade do meu caminhar. Destinos cruzados, pedaços de histórias que esperam ser completas, que esperam ser vividas.
Sou assim um sonhador, um homem que nunca foi por outras vozes, que nunca foi por outros olhares. Amo o que vivo, o que conquistei, amo pessoas, amo, sobretudo, esta liberdade que temos de escolher quem nos faz felizes, de lutar por quem dá significado a tudo isto que chamam de vida.
Se é para vivermos, que vivamos segundo as nossas vontades, que agarremos momentos, que beijemos ao por do sol, numa noite de luar ou em qualquer outro lugar. Que sejamos a continuação dos nossos sonhos, que sejamos nós mesmos, naquilo que queremos, naquilo que projectamos, naquilo que tão bem sabemos amar.

Quando se fala de amor, quando se fala de sentir, nunca haverá melhor forma de viver do que aquela que é resultado de tudo o que fizemos e não do que deixamos por fazer...



Comentários

  1. tão perfeito, adorei bastante!
    beijinhos da nês :)

    ResponderEliminar
  2. É por isso que eu procuro viver tudo o mais intensamente possivel.por vezes sou chamada de maluca por querer tudo hoje e muito pouco amanhã.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas assim é que tem de ser, não deveremos deixar para viver amanhã porque nem se sabe se o amanhã existira. Quando se gosta, quando se quer há que se dizer, há que se lutar para que possamos viver felizes e realizados :)

      Eliminar
  3. r: Muito obrigado, é mesmo muito bom saber que ainda há pessoas que gostam das coisas que escrevo com toda a alma e carinho, com o esforço e dedicação que dou...
    Tem uma boa semana!

    ResponderEliminar
  4. Tivesse eu a Arte de o fazer e hoje poderia ter escrito algo assim.
    Não há nada mais maravilhoso na vida do que encontrar quem dá significado a cada dia, a cada momento, a cada escolha nossa. :)

    ResponderEliminar
  5. :)

    Ele também tem a capacidade de o fazer. Basta querer :)

    (Muito obrigada :) Foi de coração que o escrevi)

    ResponderEliminar
  6. Uii não hoje andei toda a tarde as compras tou de rastos!
    Olha agora puseste-me a pensar na cena de poder ter namorada. Agora é que fiquei mesmo c medo xD

    (N aceites)

    ResponderEliminar
  7. Achas que apaga? Estes dias sem ele ainda incendiaram mais. Não falo de desejo.. falo da falta que ele me faz.

    :)

    ResponderEliminar
  8. O que acabas te de escrever é tão lindo e verdadeiro, sempre postas musicas lindas, mas a de houve soube muito bem ouvir com as palavras da felicidade e do amor. Consigo-me rever em palavras que escreves, vivo assim, vivo à beira mar, adoro o mar, inspiro-me no mar, procura a cada dia que acordo a felicidade, luto por ela, faço sempre valer o meu dia, que chegue ao fim do dia, com uma felicidade consquista ou dada. Vivo o presente, recordo o passado e espero pelo futuro, que não sei qual será, por isso faço valer o hoje! Somos felizes se nos sentirmos realizados, satisfeitos com o que conquistamos... nós somos os guerreiros da nossa própria batalha, somos os responsáveis do que perdemos e ganhamos, por isso só nos é pedido que lutemos sempre, com amor a nós mesmos, a fim de alcançar o que desejamos e sermos felizes. Costumo dizer que não quero um final feliz, mas sim uma acumular de momentos felizes ao longo da vida. Beijinho de bom final de domingom

    ResponderEliminar

Enviar um comentário