Aquele Sopro...


Hoje tira um tempo para me ler, para te encontrares nas palavras, para te perderes nos sentimentos. Hoje, neste dia de chuva, procura o calor das frases, a ternura de um abraço que as palavras te podem dar...

Num sopro, num simples sopro vivemos a nossa vida, tomamos as nossas escolhas, vivemos as nossas dores, comemoramos as nossas vitórias. Em simples sopros tornamo-nos homens e mulheres mais decididos, mais maduros, mais convictos do que se quer para a nossa vida, daquilo que nos faz sorrir. Somos o sopro que nos compõe, arrastamo-nos por ruas e vielas e pulamos abismos arriscando mais um momento, arriscando mais uma vez o coração para que se possa viver mais uma história. Erra-se vezes sem conta, erra-se no tempo, erra-se no caminho mas o principal é que se aprenda, é que possamos despir os medos que habitam em nós e possamos ser o que sempre quisemos, sermos apenas a personagem principal da nossa própria vida. Tão simples é cada momento, cada brisa que nos passa no rosto, que nos rouba um sorriso ou até mesmo que nos faz verter uma lágrima. Agarrarmos cada pedaço de nós é plantarmos sonhos, vivermos momentos, escrevermos segredos em nós, vontades naquelas pessoas que nos acompanham. Somos repletos de recordações, de saudades que nos fazem aperceber que temos história, que não se esquece somente porque o nosso desejo seja esse mesmo, esquecer. Deveremos agarrar cada oportunidade que temos, deveremos melhorar, mudar, não por outros, mas sim por nós, sermos a cada dia melhores, sermos a cada dia mais livres naquilo que escolhemos, nas pessoas que amamos, nas promessas que prometemos. Haverá sempre o nosso tempo, nestes sopros da vida, haverá sempre o nosso tempo, destinado para nós, repleto de “frutos” daquilo que plantamos, das escolhas que tomamos, das decisões que vivemos, dos sonhos que sonhamos. Estamos sempre a tempo de viver, mas isso não significa que estamos sempre a tempo de recuperar o que passou porque, na vida, há coisas que simplesmente não voltam, ficando a recordação, o arrependimento ou até mesmo a curiosidade de tentarmos saber como seria se tivéssemos vivido. Por isso, hoje, neste dia chuvoso, pensa no que queres e arrisca, porque os dias passam, porque as horas voam e apenas tu, somente tu, poderás mudar o rumo da tua história, poderás viver o que queres, poderás tornar realidade os sonhos que tens dentro de ti...




Fecha os olhos, pede um desejo, sorri, fecha a mão e coloca sobre o teu coração. Agora abre os olhos, luta por esse sonho, não só neste momento, mas uma vida inteira. Porque se apenas esse sonho te fez sorrir então viveres ele na realidade fará de ti a pessoa mais feliz do mundo...



Comentários

  1. "Fecha os olhos, pede um desejo, sorri, fecha a mão e coloca sobre o teu coração. Agora abre os olhos, luta por esse sonho, não só neste momento, mas uma vida inteira. Porque se apenas esse sonho te fez sorrir então viveres ele na realidade fará de ti a pessoa mais feliz do mundo..."

    Já pedi um desejo, agora espero que ele se concretize em breve.
    Beijinho e bonitas palavras :)
    Bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  2. Olá Olá, como sempre grande!

    Sabes ao ler este texto lembrei-me do poema, sopro no coração, que até dá vida à brilhante música que todos conhecem.

    Gosto sobretudo da mistura que realizas-te hoje, uma boa receita de facto. Falar no sopro que muda e incentiva a vida, mas que ao menos tempo se reflecte nos erros e no que não se pode voltar a conquistar, mas ao menos tempo estamos sempre em tempo de viver ... gostei da controversia e acção de tempo

    Forte Abraço

    ResponderEliminar
  3. Encanto-me sempre e digo-te o mesmo, é sempre um prazer ler-te. Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário