Diálogo comigo mesmo...

Sentidos despertos, amor verdadeiro, assim sou, um lutador de causas vencidas e um guerreiro nas noites mais escuras. Repleto de sonhos, vivo de sentimentos, sou o partir e sou o chegar, sou a dualidade de um querer e de um esquecer, sou quente e frio, sou eu e apenas eu. Não represento, vivo sem guiões, sem redes que me amparem as quedas. Gosto de pisar chão firme, de viver histórias e não contos infantis, acreditei em muita coisa, agora apenas acredito em pouco, mas no pouco que acredito, tenho a certeza que é real. Já ouvi demais de quem nada sabe, neste momento ouço-me a mim próprio, porque eu não me traio, eu sei o que quero e o que é melhor para mim. Já feri o coração algumas vezes, já pensei não ter valor, já vivi em filmes que nem eram meus, já escrevi capítulos que nada tinha a ver comigo. Agora não, agora não sorrio sem vontade de sorrir, não olho para trás, para quem ficou num passado que faz de mim pessoa mas que não me molda na totalidade o futuro. Sou livre e isso sabe-me bem, sabe bem sorrir a cada instante, viver algo meu e não de outras pessoas. Gosto de sentir os pés na areia da praia, gosto de correr na direcção ao sol ao final da tarde, gosto de abraçar, gosto de sentir as gotas de chuva no rosto naqueles dias monótonos em que faço de tudo para que sejam únicos. Vivi e aprendi, aprendi a amar as pequenas coisas, a pronunciar as palavras nos momentos certos, a ser mais coerente naquilo que sinto, naquilo que vivo. É o tempo que tem esse dom, de nos fazer amadurecer, ver o que nos faz bem, repudiar o que nos faz mal. É com o passar das horas que curamos feridas, que saramos corações, que voltamos a acreditar num futuro nosso, feito à nossa medida. Já abdiquei de coisas que agora arrependo-me de não as ter agarrado, já fui traído pelo coração, já amei quem na verdade nem sabe o que é amor, já fui eu desprotegido, agora sou eu imune às vozes que nem sequer ouço, aos enganos que nem sequer assumo como forma de vida. Na vida temos de saber seguir em frente, podemos dar passos atrás mas de seguida voltamos a fazer uma nova investida, a traçar novos caminhos, a acreditar em novos sonhos. Na vida é mesmo assim, ou segue-se em frente ou somos atropelados por tudo e por todos e no fim nem chegamos a viver...



Comentários

  1. Muito obrigada, queria que transmitisse essa mesma mensagem :)

    ResponderEliminar
  2. de nada, e oh, um dia espero conseguir como tu, beijo (:

    ResponderEliminar
  3. Podemos ver claramente que isso é um GRANDE amadurecimento.
    É conversando com o nosso Eu, que descobrimos isso.

    Retirei uma frase desse post e coloquei aqui: http://www.facebook.com/pages/Minha-forma-de-Expressão/226848384012472

    Beju

    ResponderEliminar
  4. disseste simplesmente tudo nas frases a vermelho , e oh, como me identifico contigo , já tinha percebido isso nos teus textos, mas neste, neste percebi realmente que temos tanto em comum :)

    gostei , mesmo muito, como tem vindo a ser habito * e oh, obrigada por cada palavra tua no meu blog *-*

    ResponderEliminar
  5. Talvez seja esse o problema, não saber como faze-lo :) muito obrigada pelas palavras *

    ResponderEliminar
  6. De facto, é completamente verdade. É bom ouvi-lo/-te

    ResponderEliminar
  7. Exatamente, utilizando uma expressão bem popular que resume um pouco essa citação é "até ao lavar dos cestos é vindima", ou seja, a luta vale sempre a pena até que se deixe de lutar e se siga outro caminho :)
    Obrigado, abraço!

    ResponderEliminar
  8. é mesmo verdade, mas como eu costumo dizer: tudo acontece por uma razão e a seguir a tempestade vem sempre a bonança. agora estou, finalmente feliz. :)

    ResponderEliminar
  9. Ainda bem que ainda há pessoas como tu, que vêm ler o meu canto e dizer-me algo que me faça sorrir... Mas mesmo assim, sinto-me sozinha. Obrigada <3 também adorei o teu texto, aliás, como todos os outros.

    ResponderEliminar
  10. Oh não te queria chamar velho, nada disso!

    ResponderEliminar
  11. Muito obrigada, mesmo (:
    E olho, gosto muito da nova foto de perfil, que sorriso *-*

    ResponderEliminar
  12. muito obrigada, grande verdade! adorei este post, muito bem redigido.
    beijinho, mia stelle.

    ResponderEliminar
  13. Primeiro que tudo desculpa-me por não ter andado presente, mas por vezes a vida tem momentos complicados que precisamos ultrapassar. Muito obrigado pelos comentários que me foste deixando, foram sido importantes para me manter forte para alguém que precisava mais do que eu!
    Agora relativamente ao teu texto, adorei cada palavra e identifico-me com cada frase e até com cada pausa colocada estrategicamente!

    "É o tempo que tem esse dom, de nos fazer amadurecer, ver o que nos faz bem, repudiar o que nos faz mal."

    Neste momento espero por este tempo. Espero que ele venha depressa. Que ele deixe para trás a dor!
    Um último pormenor, tens uma óptima fotografia no perfil. Tem tudo a ver com aquilo que aqui transmites, a alegria, a jovialidade, o sorriso de alguém apaixonado.

    Tentarei ficar em contacto! Espero que esteja tudo bem :)
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  14. Isso mesmo, criei o blog para falar o que eu sentiaque tinha tanta vergonha de falar e começei escrever. E agora vejo que o que eu escrevia não sou só eu que me sentia iludida, mas vi em outros blogs que tinha vária pessoas que também sentiam isso :')

    ResponderEliminar

Enviar um comentário