Um pouco de tanto

És tanto de mim em mim mesmo. És a chama que me queima, que me ateia, és vontade minha, coração que bate, corpo que estremece. Estás tão longe e tão perto, perto de mim, do meu porto de abrigo. Resides em cada uma das letras que escrevo, vives nesta mistura de sentimentos em que o teu nome é gritado aos sete ventos. És musa inspiradora, história por contar, és um conto de fadas, daqueles que em criança me faziam sonhar. És mais do que olhar, prosa, rio ou até mar, és a diferença que me faz acreditar, uma diferença que sabe bem amar. Violinos tocam em ruas tão nossas, sinto-te aqui, neste quarto que almeja a tua presença, nestas roupas lutadas que esperam o teu chegar. Vida vivida e outra tanta por viver, és a criadora de significados de um tanto por acontecer, escrevem-se frases, poemas ou então canções, falam-se de sentimentos, confessa-se paixões. Entraste aqui neste meu sentir, entraste de uma forma repentina, foste ficando e, hoje, és parte integrante de um presente que espera o futuro. És a canção que me faz sorrir, és o sorriso que ao mundo fico a mostrar, és metade me mim, um principio sem fim. E se me perguntarem uma justificação não a tenho, porque no amor, danças na corda bamba e vives com o coração...



Comentários

  1. Hoje é que é.. o texto mais bonito que já escreveste. Consegui sentir cada letra! :')

    ResponderEliminar
  2. A sério? Posso perguntar porquê? :)

    ResponderEliminar
  3. Que belissimo o que escreves-te! Cheio de amor, sentimento e paixão. O texto entra no coração como se fosse uma canção, uma melodia, que se ouve e nao se esqueçe... Escreves sem duvida muito bem e sabes porque?! Porque sabes sentir o amor e amar a vida. Um beijinho de boa noite

    ResponderEliminar

Enviar um comentário