Residências Partilhadas...

Vontade que se exprime em folhas escritas caídas pelo chão. São sonhos voláteis na intensidade dos olhares cruzados, abraços apertados e segredos confessados. É a noite que nos banha, o mar que nos escuta e o areal que faz de cama a uma noite passada a dois. Suspiros sentidos, vivas as vontades verdadeiras, duradouras, que quebram com a efemeridade de um amor vivido por tantos. Quereres assumidos, mãos dadas, um beijo na testa, na boca, na bochecha, na mão. Simples momento em que homem e mulher se moldam um ou outro em peça esculpida por duas vontades, por um só sentimento. São palavras, são risos, são melodias, são lutas. É a verdade de um querer, o enfrentar do medo, o suster do ar, o agarrar querendo ficar. São tudo isto, são mais que tudo o que escrevo, são o teu, o meu, o nosso tempo, o momento, o momento certo. Viagem que nos faz juntar na noite, sonhos que nos perseguem, que se revelam o caminho, que nos mostram o destino. É apenas o que escrevo, o que te conto, é amor, é querer, é desejo, é tanta vida em mim, em tanto que em tão pouco me fez prender a ti...


Na vida, forma o momento, faz crescer o sentimento, vive a tua vontade, com quem queres, onde queres, com o que tens. Não peças de mais e dá de ti, arrisca com vontade, fica querendo ficar, diz, luta. Não esperes pelo amanhã, assim, adias a tua vida, penduras a tua felicidade, quebras com o teu sentimento e fazes apagar o momento...


Comentários

Enviar um comentário