pequenas, GRANDES verdades...


Hoje deixo-vos um pequeno texto que poderá ser lido com uma música que ontem me foi sugerida e que eu acho que se enquadra com tudo o que aqui vos deixo. Sejam felizes e façam alguém feliz também...
Pequenos, somos pequenos quando falamos de amor, quando desconhecemos o que é viver uma paixão que nos invade em sonhos de uma noite. Somos pequenos quando partimos sem lutar, quando nos acobardamos a um medo de falhar. Pequenos, tornamo-nos pequenos, quando desistimos de nós, quando passamos sem ver, quando vemos sem sentir. Pequenos somos ao olhar das horas e daquelas partidas que não encontram chegadas, que não nos deixam respirar. Somos pequenos pensando ser grandes e acabamos por perder o que nos fazia realmente felizes, aquilo que dava significado ao nosso viver. Pequenos, permanecemos pequenos, se estagnarmos em nós, se calarmos a voz do coração, se abafamos todos os sentimentos que vão crescendo dentro do nosso peito. Perdemos assim, perdemo-nos na pequenez do nosso fraco lutar, nos gestos pequenos que não vemos e naqueles pequenos pormenores que mostram a verdade de um amar. Pequenos ficamos, pequenos somos e tão grande é esta vida, tão grandes são os encontros, tão grande é o destino que cruza pessoas tão pequenas que não conseguem ver que o seu pequeno olhar mostra o início de um grande amor...


Não permitas que o tempo passe fazendo-te perder tempo que poderia ser vivido numa história por ti escrita. Não permitas ao teu pensar prender o que o coração, livremente, vai te dando o dom de sonhar...

Esta foi uma música que me deram a conhecer e que vale a pena ouvir.

Comentários

  1. A vidaé pequena demais para nos perdemos em coisas quepor vezes damos demasiada importância, não é mesmo? O problema está na indefinição de prioridades....coisa que afecta muitos de nós...

    Abraço :3

    ResponderEliminar
  2. e eu gosto imenso de ler o que escreves *

    ResponderEliminar
  3. Concordo totalmente com o texto. Somos pequenos, seres minusculos, quando não aproveitamos, quando nao reagimos, quando nao lutamos..sem dúvida.
    Mas estou "intrigada" e já li o texto duas vezes: não sei se a anáfora (Repetição da palavra "pequenos" no inicio das frases) me faz gostar ainda mais do texto ou não! É.

    Mais uma vez, e com o mesmo gosto de te ler de sempre,
    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Olá ! Já algum tempo que não comento. Desde já queria dar os parabéns pelo 2º lugar no concurso, mas acho que merecias o 1º lugar. Mais um vez, um belo texto! Continua.

    ResponderEliminar
  5. excelente como sempre, e totalmente de acordo :)

    ResponderEliminar
  6. Oláa

    Hoje acima de tudo, mais do que me deixar encatar pelas tuas palavras deixei me levar pela música, desconhecia, mas tenho a dizer que foi uma boa descoberta da minha parte!

    Quanto ao texto, continuo a achar incrivel a forma como falas do Amor, dos Tempos, das Pessoas e das Relações. Podemos ver uma grande paixao por detrás destas palavras, o que faz com que tudo o que escrevas tenha parte do teu coração e que nos cative a todos.

    Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário