Vivem-se as histórias, perduram as memórias...


Hoje tira um tempo teu, coloca a música e lê-me com atenção. Hoje deixa a razão por momentos, entrega-te os sentimentos, hoje apenas sorri com a tua vontade, com a tua verdade, vive por ti, vive pelo teu coração. Beijos e Abraços
São horas e horas de batalha constante, fragmentos desfragmentados de quem por estas ruas segue. São paixões em formas de prosa, letras que falam de amor e um coração que bate levemente. Por entre os dias esboçam-se sorrisos, caem lágrimas e os sonhos ficam guardados nas mãos de quem sonha, naquelas mesmas, que fazem com que as utopias se tornem presentes vividos. É o acreditar nas mais variadas formas, o lutar de forma incessante, o querer, o querer sorrir, o querer viver.
Aqui vivem histórias, residem as pequenas memórias que em nós formam vivências, aqui reside o amor, amor que vive de partidas e chegadas, que se entrega a fados tristes ou às mais belas melodias. Aqui, neste mundo criado à minha forma, habitam recordações, ensinam-se caminhos e seguem-se estradas que nos levam a um viver pleno, pleno para nós, verdadeiro em cada olhar trocado.
São palavras que nos acompanham, vontades que me definem, aqui, aqui neste refúgio encontro o meu coração, encontro a minha alma, esta que batalha por mais um pouco, que pretende superar-se a cada dia. Neste instante, instante marcante, aqui falo de mim, aqui deito ao vento pequenos momentos, grande sentimentos, aqui, falo com o coração, porque a razão, essa fica para depois...
Amar, amar é um dom que temos de preservar em nós, amar pessoas, amar instantes, cuidar dos mais importantes. Somos errantes, errantes que aprendem, erra a pessoa que vive, aquela que se arrisca a sentir. O medo aqui dissipa-se, ficam lá fora os espectros que nos prendem ao passado. Aqui, somos feitos de presente, de um presente crido, sentido, aqui moldamos a alma, cuidamos do coração. Falam que as palavras são apenas palavras, mas nelas, nelas encontramos tantas respostas, nelas cuidamos de tantas feridas. Não, não digo que são o remédio da alma, que são o curar de todos os males, neste meu pequeno mundo, falo de sentimento e nós nunca, mas nunca saberemos o poder que elas têm em nós, o poder que elas têm de mudar por completo o nosso viver. No acreditar vivemos o que sempre quisemos, no acreditar com todas as forças, sem interrupções, sem desculpas, vivendo e acreditando no que vemos, sempre naquilo que sentimentos por nós e não pelos outros...






Comentários

  1. Amar é mesmo um dom. Não é para todos :)

    ResponderEliminar
  2. Texto tão, tão bonito (: «Amar, amar é um dom que temos de preservar em nós (...)» - sem dúvida que sim, e cada vez mais.
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Olá Olá, Já vi que andas em concursos e acho que já era sem tempo, tens todo o merito para tal. Vou já deixar o meu voto, espero que consigas que sejas vencedor, porque de facto mereces =D

    Boa Sorte, Abraço

    ResponderEliminar
  4. Tu és genuíno nas palavras, nestes teus textos cheios de amor e magia, é bom chegar aqui e sonhar um bocadinho que seja :)
    Já votei no teu blogue, mas inscreveste-te ou avisaram-te que tinhas sido seleccionado?

    Beijinhos* Tenho um selinho para ti no meu blogue.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário