O viver nas tuas mãos...


Coloquem a música e deixem-se guiar pelas palavras, pela força que temos de dar em toda a nossa vida...
Somos pequenos, nesta vida somos tão pequenos. Podemos viver, podemos sentir, agarrar e sermos felizes mas tanto tempo perdemos perdendo tempo naquilo que nem sequer sabemos se é real. Vivemos na inconstância dos dias, vivemos a fraca força do querer e partimos sem ficar. Vivemos dias sozinhos, dispersos na imensidão das pessoas, sentindo o que queremos e guardando o que sentimos.
Esta vida, a cada dia que passa, mostra-me, cada vez mais, que deveremos viver o que desejamos, arriscando, porque nunca se saberá se amanhã é tarde demais. Vivemos sonhando e tantos partem com os bolsos cheios de sonhos, com o coração cheio de histórias que nem foram vividas, que nem foram sentidas, tornando-se apenas recordações que perduram, recordações que nos fazem pensar.
Deveremos viver a intensidade, deveremos ser insanos no arriscar, corajosos no querer e humildes no amar. A vida, a vida passa com a intensidade das horas, vivemos em suspenso cada dia e não aproveitamos como se tudo pudesse terminar, vivemos apenas de forma superficial o que poderia ser sentido com tanta força. Desejamos demais e calamos de mais também, ficamos nas horas e elas passam por nós roubando mais um pouco de vida, roubando mais um pouco de presente que se esquece de futuro.
A vida é mesmo assim, um poço sem fundo onde tantos caem, onde tantos ficam à espera de um dia viverem os sonhos que ainda vão sonhando. Um dia aprendi que tenho de viver, que tenho de amar, amar de forma completa, querendo de forma verdadeira e sorrindo para uma vida que me dá incertezas num amanhã que possa existir. Se tudo isto acabar posso-me orgulhar de ter vivido, chorado, sentido, posso-me orgulhar de saber amar, de ter aprendido a amar por mim, apenas comigo mesmo. A vida é uma, o sentimento é o que de melhor podemos ter em nós e o que esperamos? A efemeridade que temos em nós é tanta e, cada dia, é uma bênção, uma bênção pode-los viver, sabendo sentir, sabendo o que queremos. Não há melhor maneira de viver do que ser por nós mesmos, tendo connosco quem desejamos, lutando pelos sonhos e podendo adormecer com o coração aconchegado, com a alma feliz...


Se todo o nosso desejo fosse vivido pelo nosso lutar, o sonho passava a ser real, o amor passava a ser dividido e as histórias de amor teriam outra força, seriam bem mais verdadeiras...


Comentários

  1. Olá olá,

    como sempre cá estou e novamente fico muito admirado pela positiva com o presente que aqui nos deixas, impossível não gostar! Mas isso já tu sabes :P

    É sempre interessante a maneira como abordas as relações, várias e por vezes estranhas formas de amar, a vida e as emoções. Tudo se entrelaça de uma forma harmoniosa e apaixonante nesta orquestra conduzida por ti, muito bom!!

    A tua reflexão final, é mesmo muito interessante, cada vez mais acredito que muitas pessoas deviam ler os teus texto, podia ser que ganhassem um coração ou pelo menos juizo :P

    Forte Abraço, mestre André ;)

    ResponderEliminar
  2. A escrita é mesmo parte de ti, não tenho dúvidas. Beijinhos e continuação de uma boa inspiração.

    Agrada-nos sempre!!!

    ResponderEliminar
  3. saudades da ternura que trazes sempre para o meu sorriso
    foste tos primeiros sempre comigo, não quero que me abandones. obrigada :)

    ResponderEliminar
  4. o teu fundo está uma delícia!texto lindo André :)

    ResponderEliminar
  5. É verdade, se vivermos a única vida a que temos direito e com o sentimento correcto, a amar, ela será sempre a melhor, mesmo que não pareça em momentos.
    Tu tens o amor em ti, de uma forma fantástica.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Ainda não tinha falado disso, mas o teu fundo está mesmo "Natalicio" e é tão aconchegante ! :)
    Bem, o teu texto é sempre um mimo no meu dia, principalmente se tiver uma lição e uma "programação" de vida e de como devemos deliciar-nos com a vida. Aproveita-la é tbem um dos ensinamentos que mais tentas impregnar bem como amar e sentir a brisa dos momentos mais belos que nos são oferecidos.
    "Viver está nas nossas mãos" e a forma como o fazemos pode ser tão moldada por nós, tão maravilhosa...

    Um beijinho *

    ResponderEliminar

Enviar um comentário