O falar do nosso viver...


Falaram-lhe de saudade, contaram-lhe as histórias que viviam desse sentimento, as lágrimas que eram vertidas ou até mesmo os sorrisos que eram lembrados. Falaram-lhe o que era amar, como se dizia a uma pessoa que se amava ou até mesmo a lutar por um amor verdadeiro. Falaram-lhe de sonhar, de perseguir os sonhos, de viver o seu próprio querer, aquele querer que invade a imaginação no silêncio da noite, no despertar do sentimento. Falaram-lhe o que era lutar, as batalhas que teria de travar e a força que teria de depositar em tudo aquilo que fazia, em tudo aquilo que desejava. Falaram-lhe em não mentir, em viver cada momento de forma verdadeira, a não enganar-se, a não enganar. Falaram-lhe tanto, disseram tanto mas nada tinha o seu significado, nada tinha a sua marca. Ele, ele aprendeu o que era saudade quando a sentiu, quando viu que a distância não separa o verdadeiro, não rompe com o sentimento. Ele, ele aprendeu a amar por si, quando sorria com um sorriso, quando vibrava com um olhar, quando aquecia o coração com um simples beijo. Ele, ele descobriu o que era sonhar quando sonhou pela primeira vez, quando sonhou com uma vida inteira repartida com aquela pessoa, com a pessoa certa para si. Ele, ele aprendeu a lutar quando viu que a vida não era assim tão fácil, quando soube que para ter e seguir caminhos verdadeiros terá de ser ele, terá de dar tudo de si. Ele, ele não sabia o porquê de não mentir e descobriu, encontrou essa justificação no momento em que virou a página, em que não se consegue enganar, em que não engana quem lhe faz bem, quem pertence à sua história. Como se vê, tudo o que é dito, tudo o que é falado, só toma significado nas nossas acções, nas nossas descobertas, nas nossas vontades, nos nossos erros, nos nossos sentimentos. Palavras são deitadas ao vento, palavras falam de sentimento, mas o importante é amarmos para além delas, é esperarmos, nem que seja uma vida inteira, por aquilo que queremos e não tentando substituir o que é insubstituível...




Há coisas na vida que não aprendemos com os outros, não aprendemos com o que nos contam, há coisas na vida que somente se aprendem se vivermos cada sentimento, cada erro, cada sonho por nós e não pela experiência dos outros...




Comentários

  1. Grande texto! Os teus textos continuam tão fortes em significado, com tantos ensinamentos! Á muito que não te lia mas estou a recuperar pois textos como este merecem ser lidos e seguidos!

    Já agora, como vai a vida?

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Apenas se percebe o significado das palavras quando sentimos o que querem transmitir.
    (Adoro a música)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. É de Sevilha sim! Acho uma cidade encantadora. Adorei, escreves tão bem... e essa música é qualquer coisa de linda! Adoro Pearl Jam! :)

    ResponderEliminar
  4. Olha mais um grande tema, mais uma grande escrita, mas isso o que é para ti? na verdade és sempre grande! adoro o facto de teres associado estas imagens ao texto, muito bom

    FOrte Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário