"O medo era tão maior que eu..."

Disseram-me para eu ir... e eu fui...
Despedi-me da saudade e engoli as lágrimas que me escorriam pelo rosto.
O medo era tão maior que eu...
Maior do que as minhas mãos, mais forte do que o meu próprio peito.
E mesmo imperfeito... acreditei no sonho de viver um grande amor.
Deixei todo o pavor numa gaveta fechado,
E, enquanto curava cada ferida do passado, escondia-me de tudo o que sentia,
Daquela paixão que me invadia - tornando-me num eterno apaixonado.
Ainda cansado...
Pensei tantas vezes em desistir de tudo aquilo que tinha em mim,
Colocar um fim em cada princípio, atirar-me de um precipício -
Sem temer sentir qualquer dor.
Era amor...
Um amor que sentia dentro do meu coração,
Num turbilhão de vontades e devaneios, de sorrisos e anseios - 
Só para poder ser maior do que tudo aquilo que sempre quis ser.
Disseram-me para eu ficar... e eu não fiquei...
Porque é no partir que encontramos as melhoras chegadas,
Que engolimos a saudade e descobrimos a verdade de tudo o que vivemos - 
Por maiores que sejam as falhas, as faltas, os silêncios.
E eu já fui silêncio...
E as noites frias. E as paredes vazias. E as paixões fugidias.
Mas eu nunca fugi de mim mesmo...
E depois de ter ido... de ter sido empurrado...
Curvado. Subjugado. Julgado.
Mostrei a mim mesmo que o meu sonho é maior do que qualquer barreira,
Que o amor que tenho em mim é capaz de me levar muito para além do que vejo.
Que serei a minha mais verdadeira verdade.
E nessa verdade...
Disseram-me para eu acreditar... e eu acreditei!

Resultado de imagem para "o homem que me fizeste ser"


Comentários

  1. Maravilhoso, forte! extraído de uma essência verdadeira, senti cada palavra como se fosse um sussurro no meu ouvido, vindo de dentro de um peito prestes a explodir.

    ResponderEliminar
  2. Linda msg muito a ver comigo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário