Pura Imaginação...

Secretamente, suavemente confessa-se um amor, entre palavras e as teclas de um piano que falam de vontade. Saudade, presente que espera e um futuro em frente ao olhar, num entrelaçar de duas mãos, num cruzar de dois destino, de um sentimento que cresce sem razão. Perde-se a noção e mergulha-se num oceano de imaginação, sonhos divididos que retiram o sono em noites de Verão. Fica a vontade, permanece o desejo de uma noite de paixão, de uma eternidade de histórias escritas. Pede-se mais, um pouco mais de emoção em que a razão é colocada de parte, em que o risco se esbate, em que se canta a canção do engate. Beijos roubados, abraços apertados, vida vivida, mergulhada num mar conhecido, num cais erigido em caminhos incomuns. A complementaridade encontra-se em nós mesmos, uma complementaridade desconhecida e desprovida de tudo e todos, focada no que somente interessa, naquilo que nos alimenta. Confissões de amor, cartas escritas, letras vivas, olhares que falam por si e sorrisos que prendem o meu querer. Somos pura imaginação, letra de uma canção, somos presente, futuro, carne coração. Imaginando-te imagino-nos, imaginando-nos vejo que és realidade de um presente tão nosso. Secretamente, secretamente chegam a ti as prosas largadas com direcção ao teu peito...



Comentários

  1. Love it! / J'aime ton texte .


    "Presente, futuro ,carne e coração."
    De que precisas mais para viver, para lutar por isso? :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei!!! Que belo o que escreves-te. Sentimentos atras de sentimentos. Amor que puxa a paixão, paixão que aqueçe o coração, coração que guarda toda emoção sentida ao escrever esta historia de imaginação. É como o maior gosto que passo aqui. Ao ler-te faz me libertar, sonhar, acreditar num mundo diferente. És um rapaz que sabe sentir a vida e amar a vida. Um beijinho de boa noite

    ResponderEliminar
  3. enquanto lia o teu texto sentia que estava a ouvir uma cançao. mais uma vez adorei (que grande novidade). escreves com uma leveza tão grande de coisas tão (por vezes) pesadas.
    adoro mesmo. muito obrigada por partilhares estes pedacinhos de ti*

    beijo :)

    ResponderEliminar
  4. Já tinha saudades do amor que tranborda da tua escrita, já tinha mesmo!!
    Tenho pena que não tenhas lido os meus ultimos post's, os teus continuam cheios de magia e....auto-confiança!!

    Fico a espera da tua opinião,
    pensando com arte.

    ResponderEliminar
  5. O amor tem de ser assim, o sonho da nossa imaginação, alimentado a cada dia como se não houvesse amanhã, escrevendo, escrevendo muito, e expressando tudo o que há em nós, o que se sente, sentindo, vivendo muito!

    Adorei o texto, mais uma vez tem musicalidade :)
    Parabéns!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário