Entre palavras e desejos...

Um pequeno toque, um grande desejo, olhares trocados e uma vontade de agarrar o mundo. Eram memórias ancoradas a corações palpitantes, sorrisos contagiantes e melodias perceptíveis apenas por poucos. Instantes vividos, sentidos, agarrados naquelas horas perdidas de segundos, esquecidas de muros, despidas de mascaras. Um viver ali vivido, um viver de si esquecido, roupas espalhadas pelo chão, gestos, gemidos, prazer repartido a dois, um prazer que parecia não ter fim. Por entre beijos rasgados e apertões escárnios moldavam aquela peça, aquela fusão de dois corpos, de dois corações, de um só desejo. Banhavam-se de sonhos, erguiam vontades, eram dois pássaros livres numa cama de cor escarlate. Falavam segredando, agarravam querendo ficar, esqueciam espectros e viviam apenas os momentos, desejosos de mais, suspirando como seres ofegantes. Noites frias tornadas quentes, noites em que o calor entrava por aqueles dois amantes, por aqueles dois seres despidos de tudo, vulneráveis ao seu sentir, vivos naquilo que se chama de história. Minutos que ficavam e recordações que se tatuavam em formato de letras, de imagens, de sons e sabores que tão bem conheciam, eles tão bem se conheciam. Por entre as curvas e os olhares pedindo mais, falavam no silêncio, escutavam os sussurros de prazer, entregavam-se sem errarem, sem falharem, porque quando se quer, porque quando se deseja, nada é errado, errado é deixar por viver momentos que nos fazem sentir vivos...



Comentários

  1. ola :)
    Suponho que o escarlate deve ser uma das tuas cores favoritas, fazes bastantes vezes referência a ela nos textos. Gostei do texto, desejo intenso, dois corpos que se fundem num querer imenso, numa paixão que não necessita de palavras, em que os gestos falam por si... :)
    Porque o amor é uma entrega de corpo e alma e o verdadeiro amante se consome de desejo, entre carícias, toques, há um amor que é traduzido, por trocas de olhares, de sorrisos...de confissões... Só se atinge a entrega total através de um amor puro.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Liliana :D

      Sim, o escarlate é uma das cores de eleição, uma cor associada à paixão, ao sentimento.
      Tens toda a razão naquilo que escreves e defendes e, eu tenho a certeza, que ao pensares e sentires dessa forma irás ser verdadeiramente feliz.

      Um Beijinho e que tenhas um bom dia amanhã :)

      Eliminar
  2. Pois, eu associei logo ao ao que dizes. :)
    Sim, também penso isso, penso que um dia terei a minha recompensa, sou pura ao sentir, não sinto por metades...
    Espero vir a viver um grande amor. Tudo o que passei só me fez crescer, deixar de ser tão ingénua, inocente, perceber o que não queria para mim... Do sofrimento faço uma aprendizagem, mas continuo a entregar-me da mesma forma, porque ainda sou das "loucas" que vivem por amor. Identifiquei-me com esta frase quando a ouvi na música de João Pedro Pais - O fim, adoro a música, principalmente a parte inicial, descreve-me bem... sou uma eterna sonhadora, sempre o serei, nunca ninguém vai me fazer pensar o contrário, por mais que me desiluda com as pessoas, porque não lutam por uma relação, porque a distância é problema, porque não olham bem para dentro da pessoa, não procuram a essência... não sabem amar, têm medo de se entregar, o que querem é alguém com quem se divertirem.
    E o que me define é eu ser fiel a mim própria, aos meus sentimentos e não deixar de acreditar naquilo que eu tanto quero viver... e que me vai fazer chegar à felicidade total:)
    Beijinho e bom dia amanha para ti tb :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acrescentaria nem mais uma palavra àquilo que aqui escreveste, penso de forma mesmo semelhante, as pessoas não param para ver, para sentir, para cuidar. Preferem o fácil, o que tantos conseguem ter e esquecem-se que o que têm facilmente com a mesma facilidade desaparece.

      Um Beijinho :)

      Eliminar
  3. sim, as pessoas não param para pensar, as pessoas não sabem amar... sem dúvida que preferem o fácil, mas essas pessoas por terem medo de amar, de sonhar nunca vão saber o que realmente vale a pena,porque na verdade têm medo de sofrer, são cobardes. E eu de tudo o que passei, só me agarro cada vez mais à vida, a ser feliz sem precisar de uma outra pessoa, sim, porque a felicidade está dentro de nós, esse é o segredo e apercebi-me disso com tudo o que me aconteceu, porque se colocas a outra pessoa como o teu chão, se ela te falha, perdes o chão, portanto uma pessoa deve saber viver, saber lidar melhor com a situação se alguém nos desiludir, foi isso que aprendi com tudo o que passei... tu com a outra pessoa é que já és mais feliz, chegas a uma felicidade total, mas já tens que te sentir feliz, estares bem contigo próprio para ser uma relação madura com a outra pessoa. "Não espere que a outra pessoa o complete, complete-se a si mesmo, e encontre alguém que te transborde" ou como diz Fernando pessoa" Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão, continuaremos a nos buscar em outras metades.Para viver a dois, antes, é necessário ser um." palavras sábias estas...que aprendi com a experiência. mas nunca, nunca deixo de querer encontrar o amor verdadeiro.
    Beijinho**

    ResponderEliminar

Enviar um comentário