Quando se quer...

Podem passar por vocês anos, meses ou até mesmo quilómetros. Podem ser opostos, podem viver em “mundos” diferentes e idolatrar clubes de futebol distintos. Ele pode gostar de sair e ela ficar por casa ou até mesmo um preferir as noites frias de Inverno, e outro, as noites quentes de Verão. Podem coleccionar momentos desiguais, acreditarem nos vossos próprios ideais, um pode ir pelas conversas curtas e outro pelas intelectuais. Podem ser a liberdade do escolher o próprio caminho, podem ser o contraste daquilo que vestem, daquilo que gostam de saborear ou, até mesmo, daqueles que os rodeiam. Pode ela gostar de poesia e ele de prosa, ela ser adepta da lei e ele do da excepção. Podem ser diferentes de tudo, um sonhador e outro realista, um provocador e outro simplista. Podem seguir por destinos diferentes, ele no meio das pequenas casas e ela conhecedora das grandes avenidas. Pode um ser pelo sabor salgado do mar e outro, outro, pela doçura de um gelado partilhado a dois.

Quando se fala de amor, as diferenças pouco interessam, as pessoas vão se moldando, adaptando o seu corpo, a sua alma, o seu sentimento a um outro ser. Amor é remar na mesma direcção, expressar olhos-nos-olhos o que vai no coração, é agarrar e tentar, é olhar e não desviar. Amor não é apenas palavras largadas ao ar, meios contos, meios sim´s, meios nãos. Amor é certeza, segurança, firmeza. Nunca será algo do momento ou algo que surge repentinamente no pensamento. Por mais diferenças que existam, palavras que persistam ou silêncios que insistam, quando se quer, quer-se a todo o tempo porque, no fim de contas, vais sempre saber esperar e lutar por quem luta e espera por ti também...




Comentários

  1. Hoje fiquei com aquele desejo de querer continuar a ler o texto, mas ups cheguei ao ponto final. Muito bonito e realista. Como se costuma dizer o amor é cego. Os opostos atraem-se, completam-se. É sempre magico vir aqui. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Escolheste a música perfeita André, escolhes sempre os momentos e as palavras certas. É por isso que é apaixonante*

    ResponderEliminar
  3. oh, que texto bonito! Como muitos dizem, os opostos atraem-se! Adoro passar por aqui e ler-te, sabe sempre bem... beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Uma vez mais, adorei! Belíssimo texto! Estás coberto de razão em tudo o que escreveste, o amor é isso mesmo, aceitar todos os defeitos e qualidades, afinal quando se ama, é por inteiro! Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Ora essa! :) Foram sinceras, acredita.
    Obrigada, boa semana também para ti*
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. O amor é um quadro inacabado.
    Deve estar em constante mutação, transmitindo a mais pura da sua essência.

    http://diogo-mar.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Amar é jamais perder a nossa própria personalidade. amar é aceitar com tudo o que temos a personalidade do outro.
    adorei o texto.
    um beijinho

    ResponderEliminar
  8. Bem verdade, não há diferenças há vontades ;) Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário