Despe-me...

Despe-me lentamente, no silêncio das palavras e na cumplicidade do olhar,
Despe-me, agora, sem demora, que outrora eu rendi-me ao teu ser.
Despe-me, num beijo roubado, num abraço apertado, num desejo saciado,
Despe-me, intemporalmente, loucamente, ou então suavemente.
Despe-me, no escuro, na claridade que passa pelas cortinas,
Despe-me os medos, despe-me as dúvidas, cobre-me de vontade.
Despe-me as roupas, as barreiras e eu confesso-te o meu amar,
Despe-me no tempo que eu dispo-te em gestos cúmplices.
Despe-me, desta vez, outra talvez ou então para sempre,
Despe-me hoje porque o amanhã não saberemos como será.
Despe-me, provoca-me, faz-me querer-te ainda mais,
Despe-me, numa palavra, numa melodia ou num sonho sonhado de olhos abertos.
Despe-me, no areal, numa noite ao luar, despe-me, não só de roupa, de vontade de te ter.
Despe-me, chama-me, há tanto que te espero que tanto aumenta por ti,
Despe-me, fica em mim, eu cubro-te de tudo o que desejo, de tudo o que em ti vejo,
Despe-me hoje, agora, que o tempo não demora e o desejo devora,
Despe-me que eu cuidarei de ti, numa história sem fim ou nem pensaremos no amanhã.
Despe-me, na imagem que vejo de ti, nas linhas escritas que não encontram fim,
Despe-me, apenas e somente isso, despe-me…





Comentários

  1. Seu texto está tão lindo, escreve tão bem, céus que desejável é esse seu jeito de escrever!
    beijinhos, nês!

    ResponderEliminar
  2. r: Então sendo assim desculpa te ter tratado por você e agradeço desde já o teu comentário :)

    ResponderEliminar
  3. Conheço pouca gente que seja capaz de admitir que quando se ama querer despir, provar, tocar, possuir alguém é uma manifestação de sentimento suprema.
    Pode haver na intimidade uma pureza, uma partilha tão mas tão bela...

    Gostei, muito, porque vi nas tuas palavras o "2 lados da moeda" , esses 2 lados para mim quase indissociavéis do amor :)

    ResponderEliminar
  4. Thank you :)

    Aproveita bem o f.d.s (mas sem nunca dexares de nos presentear c estes textos fantásticos xP Não passo 1 dia sem te ler)

    bjinho

    ResponderEliminar
  5. Olá querido amigo! Que bom é regressar e deparar-me com um texto tão belo, tão bonito, tão bom!

    Forte abraço e votos de um excelente fim de semana em boa companhia! :)

    João :3

    ResponderEliminar
  6. Olá, é sempre com grande satisfação, que aqui venho, todos os dias um texto diferente, sempre uma supresa, optima! Admiro muito, a tua capacidade de escrita diária. Admito muito a tua capacidade de observares tudo o que te rodeia, de observares e sentires os teus sentimentos, de saberes apreciar as outras pessoas e os seus actos. Admiro -te! Mais um belo texto, escreves sem medos, sem medo dos sentimentos serem expostos, é de loouvar, a forma tal delicada que nos escreves e expoões. Um optimo fim de semana. Um beijinho

    ResponderEliminar
  7. Bem, este texto tem uma intensidade que nos prende do inicio ao fim. Muito bom ;)

    ResponderEliminar
  8. bastante intenso! gostei muito. a repetiçao do "despe-me" cai bem

    ResponderEliminar

Enviar um comentário