Somos poucos, somos loucos...

Pessoal, aproveitem e participem na final de uma votação de distinção de blogs em que o “Pedacinhos de mim” está na final. Basta entrarem e votarem Aqui   
Beijos e Abraços.

São poucos em tantos de tão grande amor. Pequenos fragmentos desfragmentados de histórias inacabadas em que os caminhos cruzados levam a novos lugares. São sentimentos ímpares em que a monotonia, nada vale, comparada com a originalidade de um beijo dado num lugar qualquer. São pessoas unidas, livres vidas, em que o sentimento perdura para além do tempo numa mistura de melodias que ecoam no ar. São respirares ofegantes, dois corpos amantes, a cama quente ou um refúgio por detrás das colinas do imaginável. Fala-se de amor então fala-se de nada, um nada que é tudo, uma questão sem resposta ou uma ausência de significados plausíveis associados a quem tanto começamos a amar. Ficamos estúpidos, insanes ou incultos, no amor não existem mestrados, no amor existem estados da alma que moldam as nossas acções para um patamar que nos faz desconhecer até nós próprios. É no amor que vemos que somos, realmente, livres ou então, poucos o vêem, porque nem todos amam por si mesmos. Repartimos lugares mas nem sempre são eles que nos levam a algum lugar, o que nos leva, são as quedas e vitórias de uma coisa que se chama história mas que nós preferimos chamar passado. Amamos mas, por vezes, nem sabemos amar, amamos imagens e a realidade? Por vezes dever-nos-emos despir, despir quem se quer amar, olharmos para além da pele, para além do que se perde com o tempo, do que se gasta com a idade. Deveremos olhar, então, para o coração, não o órgão mas sim, aquela forma de sentir que difere o real do irreal, o eterno do efémero. Tornamo-nos “burros” quando vivemos o amor mas é nessa “burrice” que vemos o quão feliz somos sem que o dinheiro entre nas nossas vidas, sem que o medo entre nas nossas roupas, sem as grandes coisas, porque os pequenos momentos têm o dom de nos revelar o que é, realmente, viver...



Comentários

  1. adorei a música :) e os teus textos, sempre lindos!

    ResponderEliminar
  2. Adoro, adoro, adoro!

    Nunca me senti tão livre. Nunca me questionei tanto.. Nunca :) *

    ResponderEliminar
  3. eheh I feel the same !
    És sempre bem vindo :)

    bjinho

    ResponderEliminar
  4. (no meu cantinho na blogosfera xp)

    ResponderEliminar
  5. És fantástico, tens tanto talento. Os meus parabéns por tudo o que escreves :DD

    ResponderEliminar
  6. Adoro, como sempre, cada detalhe detalhe descrito maravilhosamente :)
    Ja tinha saudades de te ler.

    Bjinho

    ResponderEliminar
  7. Aqui está tão lindo... *-*
    Como faz pra votar?
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Muito Obrigado pela visita.

      Para votar basta apenas ir à imagem que está na parte superior direita, clicar lá em cima e entrar num outro blog. Depois, também do lado direito (desse blog "Burgues social") é só escolher o "Pedacinhos de mim" e votar.

      Um Abraço :)

      Eliminar
  8. Muito obrigado por teres visitado e por teres começado a seguir!

    É bom saber que gostam do nosso trabalho! Muito obrigado!

    Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário