Música em que chegas...

Escuta-me, fica em silêncio e movimenta-se nos sussurros que os teus ouvidos vão escutando. Segue-me, sai do quarto, fecha a porta e vem para a rua. Espero-te, ao pôr-do-sol para, juntos, vermos a lua a aparecer no horizonte. Olha-me, olha-me com firmeza e lê o que fica por dizer, o que fica por confessar. Nesta noite de verão espero por ti, no forte desta terra, naquele lugar de paixões em que o mar beija a areia numa dança entre paixão e desejo. Percorre as ruas, confia nos teus instintos e deixa que o coração te guie por entre calçadas e rostos desconhecidos. Descalça-te, iremos correr na praia, iremos rir, iremos sentir, abraçarmo-nos e beijarmo-nos como há tanto o tempo o pedimos. Nunca te poderei dar o que não sinto em ti mas, hoje, hoje seremos os dois, juntos, a darmos o primeiro passo, a seguirmos rumo a um destino olvidado nas palavras que fomos largando ao vento. Espero por ti, espero por nós, no meio dos acordeões e violinos que ecoam os seus sons nas ruas desta nossa terra. Hoje espero por ti naquele lugar que, em criança, pedia para encontrar um amor, um amor igual ao de tantas histórias e contos que fui devorando na ânsia de crescer. O passado fecha-se, o presento almeja-se e, o futuro, será uma incógnita que nos faz viver o dia-a-dia, dando de nós, cuidando de quem nos faz tremer. Sorrisos espelhados e gargalhadas repentinas, são sinais de um tempo em que tempo nada mais é, do que a soma dos segundos em que sonhamos de olhos abertos. Instantes fugidios, ruas estreitas que nos guiam, que juntam dois destinos num laço de cor escarlate, da mesma cor das rosas que exprimem uma paixão derradeira. Escuta-me no silêncio porque, é nele, que te visito, no silêncio das minhas palavras, nó silêncio das meus pensamentos, no barulho de um sentimento que chega a em forma de canção...



Comentários

  1. Que bonito !

    Às vezes há que confessar tudo de uma vez!

    bj

    ResponderEliminar
  2. Muda tudo. Um olhar pode mudar tudo para sempre. :)

    ResponderEliminar
  3. conhecer-te é arriscar-se a não te conseguir esquecer.

    ResponderEliminar
  4. nunca o vou fazer. já entranhaste em mim :$

    ResponderEliminar
  5. Palpita-me que a felicidade abunda por estes lados! Estarei errada? ;)

    ResponderEliminar
  6. Isto é o que se chama correr por um objectivo e é tão bom quando os temos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Lindíssimo, como sempre! ^^
    Abraço grande e bom domingo :3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário