Hoje lê-me...

Se faltar um pouco, acrescenta um tanto de ti,
Se o medo viver, enfrenta-o, porque somente tu o consegues vencer,
Se ficar a saudade, recorda o passado mas a vida segue outro rumo,
Se o tempo passar, não deixes as oportunidades perderem-se . A vida é hoje.
Se o olhar ficar, então fica o sonho e esse, esse não te faz arriscar?
Se a musica fizer lembrar, então, vive esse momento, cria o teu momento.
Se a recordação não te deixar dormir, isso não te faz pensar? Isso não te faz ver?
Se faltar um pouco de coragem, enche os pulmões de ar e luta pelo que queres.
Se as barreiras forem grandes, não serás tu maior que elas?
Então o que te faz estagnar? O que te faz parar sem ser, apenas, tu mesmo(a)?


Não fiques pelos inícios, não desconheças capítulos, agarra antes que parta e, se partir, é porque não soubeste lutar. As desculpas ficam para quem não quer viver, as desculpas de um perder, de um esquecer ou até mesmo de quem diz não ter vivido porque não era para se viver. A vida não é assim, a tua vez nunca chegará se ficares por aí sentado(a), à espera não sabes de quê, de quem, ou até mesmo em que tempo. Vai à luta, nada é fácil quando é durável. Preferes a facilidade? Isso só trás consigo o efémero e o efémero dissipa-se com as poucas horas, como o algodão doce, sabes? Grande mas vazio. Não desesperes, não procures demais se tens esse mais na tua vida, olha ao teu redor, tão poucos são os que conseguem ver o que lhes compõe, quem lhes compõe. Não ouças outros ventos, não serão outros nomes que irão escrever a tua história. Escreve por ti, escreve conforme o que sentes, o que vês, o que te faz sorrir, quem te faz sorrir. Agora não te prendas, não te amarres numa vida que passa a uma velocidade alucinante, não te fiques pelos “E se...” se podes ficar pelos “Vivi porque lutei...”. Na vida, podes perder, ganhar, ficar ou até mesmo partir mas o importante é vivermos e nunca sobrevivermos porque isso, isso, não tem sentido e tu tens tanto pela frente. Irás tu desperdiçar? Antes que a vida te faça amar o que tinhas, ama por ti mesmo(a) o que tens, ama, cuida, luta, faz-te ouvir, faz quem queres ouvir a sinfonia que tens dentro do teu coração...




A vida é apenas uma. Tu, vais vivê-la? Ou vais receá-la?


Comentários

  1. Revi-me muito na parte inicial do teu texto.
    Mas não concordo quando dizes "se partir poque não soubeste lutar". H´´a lutas que são em vão.

    ResponderEliminar
  2. Vivet sempre e do modo mais intenso. Mss ela prega-nos partidas.
    O truque está em sabermo-nos levantar e seguir em frente.
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Este teu texto fez todo o sentido para mim. Por vezes desisto e sou a tal pessoa que fica sentada à espera... Mas nada se consegue assim, nada se consegue sem um pouco de luta. No fim sabe sempre melhor quando conquistamos aquilo pelo que lutamos.
    Adorei :)

    ResponderEliminar
  4. Ca está mais um texto fantástico, de onde tens tu tanta inspiração? admiro imenso a tua forma de escrever o modo de te exprimires, adoro os teus textos :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário