Querer(-te)


Não, não é fantasia e muito menos imaginação.
Quero-te, quero-te assim de forma simples e é simplesmente que te quero.
Não pelos olhos mas pelo olhar, não pela voz mas pela melodia que sai nas tuas palavras.
Quero-te, num banco do jardim, numa tarde de praia e numa cama desfeita.
Podia apenas querer o teu corpo mas eu também quero a tua alma.
Não perguntes de mais, não hesites demais, o tempo passa e o meu querer aumenta.
Quero-te num beijo, na testa, na cara, na boca, numa dança de beijos que te percorrem o corpo.
Quero-te, quero-te na intensidade e voracidade das palavras, quero-te despida, despida de roupa, despida de mascaras.
Não consigo esperar, o tempo urge e eu apenas sonho contigo, nestas noites mal dormidas, nestas perguntas sem resposta.
Quero-te, sei que te quero mas não te desejo, porque ao desejar apenas te desejava e ao querer luto por te ter.
Quero-te, simplesmente quero-te a ti, com virtudes e defeitos, com a beleza exterior mas com uma beleza interior que só tu tens.
Quero-te, nesse teu estado de ansiedade, nesta adrenalina que me provocas, nesta vontade, nesta vontade de te ter nos meus braços, de te pegar na mão.
Quero-te em beijos mordidos, em segredos confessados, em sussurros apaixonados. Quero-te, quero-me, quero-nos...

 


Comentários

  1. "Quero-te, num banco de jardim, numa tarde de praia e numa cama desfeita."
    continuas a deixar-me sem palavras. és gigante, tu sabes <3

    ResponderEliminar
  2. Adoro adoro adoro! Lindo, sentido, profundo, intenso sincero. Ai tu nem imaginas como esse texto descreve na perfeição o que estou a sentir agora!
    "Quero-te, simplesmente quero-te a ti..." "Quero-nos.."
    Adoro o texto todo! E adoro, acima de tudo, senti-lo todo*
    Tem um bom dia, "quer muito" e luta ainda mais para teres o que tanto amas e desejas.
    bjinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário