Versus...


Ventos que arrastam mesmo sem saber,
Marés de amor que o teu corpo vão banhar,
Sentimentos dispersos presos ao meu ser,
Vida vivida em sinónimos de amar.

São sonhos voláteis de um só existir,
Telas pintadas que retratam o querer,
Dias coloridos e outros por colorir,
Vozes caladas que sabem escolher.

Dias a fio e horas passageiras,
Vontades ancoradas a um só pensar,
Sentimentos escritos em formas brejeiras,
São fados da memória que te querem abraçar.

Aqui o intervalo chega para ficar,
A cortina fecha-se para uma nova vida,
A peça muda e tudo volta ao lugar,
O coração guarda e a memória torna-se esquecida.

Chega ao momento em que passamos a viver,
Em que o passado é guardado num só lugar,
O peito cria vontade e passa a correr,
Nesse dia tornas-te livre no teu próprio avançar.

A paixão que vês dá lugar a algo mais forte,
Passas a querer como se o mundo fosse acabar,
Deixas de estar ancorado a um passado de morte,
E tornas-te tu mesmo, na tua forma de amar.

Nunca haverá nada melhor do que viveres por ti,
Sentires o sangue ferver numa mistura de emoções,
Nessa altura fecha os olhos e apenas sorri,
Cresceste na vida, tomas-te as tuas decisões...


Se me perguntassem qual seria o meu maior desejo eu respondia ser feliz, ser feliz contigo...





Comentários

  1. adorei, adorei, adorei!

    "Se me perguntassem qual seria o meu maior desejo eu respondia ser feliz, ser feliz contigo..." completamente perfeito!

    ResponderEliminar
  2. "Nunca haverá nada melhor do que viveres por ti,
    Sentires o sangue ferver numa mistura de emoções,
    Nessa altura fecha os olhos e apenas sorri,
    Cresceste na vida, tomas-te as tuas decisões..."

    Terminaste genialmente.

    Quanto ao meu post, eu também sou uma romântica (Apesar de não parecer naquele post) mas acho que esse meu lado está a morrer.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Mas que lindo poema!

    E, é a ler assim que descubro que ainda tenho muito para aprender e sonhar. Sem palavras.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Adoro a música que aqui colocaste e adorei todas as estrofes de amor. Um beijo

    ResponderEliminar
  5. por vezes a necessidade de estarmos com nós mesmo é boa, para que possamos dar valor àquilo que somos e que, mesmo que não vejamos, valemos. beijinhos*

    ResponderEliminar
  6. Que lindo poema!
    Quantas e quantas vezes buscamos incessantemente nos outros aquilo que está tão perto, bem dentro de nós? ^^

    E pessoas há que passam a vida inteira nessa busca interminável...porque para muitos, nada é pior que estarem sozinhos consigo mesmos, em silêncio.

    Mal sabem que um dos segredos da vida está aí, nesses momentos!

    Não precisas de pedir desculpa, eu sei que nem sempre temos tempo para ler e comentar! Comigo acontece-me o mesmo! ^^

    Ainda bem que te pude levar numa viagem até memórias agradáveis, eu gosto muito! ^^

    Abraço grande :3

    ResponderEliminar
  7. Excelente poema uma inspiração para todos os homens ;)

    Abraço
    Eu acredito

    ResponderEliminar

Enviar um comentário