Incógnitas...


Tirem um tempo, hoje vale a pena ler, pensar, agir, reflectir. Tirem um tempo para vocês, tirem um tempo antes que o tempo vos tire o momento que podem viver...

O que se procura realmente na vida? O que nos faz querer mais? o que nos faz sonhar mais? O que será que fazemos sem amor? O que somos se vivermos pelos outros? O que levamos se desistirmos de lutar? O que ganhamos se partimos sem ficar? O que aprendemos se nem sequer sabemos escutar? O que vemos se nem paramos para olhar? O que a vida se torna se tentarmos esquecer? Como é a história se nem capítulos sabemos viver? O que acontece quando acobardamo-nos aos nossos medos? O que fazemos se querermos é amar? O que crescemos se soubermos arriscar? Qual é o primeiro passo que deveremos dar? O que nos faz seguir sem olhar para trás? O que nos faz sorrir sem razão? O que procuramos numa outra pessoa? Quem realmente somos nós descritos por nós mesmos? Quem é a pessoa com que sempre sonhamos? Será que a pessoa conhece o nosso sentir? Os sonhos, são reais ou simples ficção? Somos feitos de carne ou é nela que nos perdemos? Sentimos falta de alguém ou é apenas uma impressão? Somos bem mais do que os outros vêem? O que nos move? O que nos faz viver? O que nos torna melhores pessoas? Com que projectos seguimos? Com que defeitos aprendemos? Com que erros nos corrigimos? Como é que tanto falamos e tão pouco fazemos? Como é que as pessoas julgam sem conhecer? Como é que a coragem falta na hora de acontecer? Como é que falamos de amor e acabamos por o esquecer? Como é que um dia nos apaixonamos e a partir desse momento passamos acreditar? Como é que se arrisca sem cair e nos magoar? Como é que uma simples pessoa não vê um grande amor?

Perguntas ficam, respostas teimam em não aparecer, dilemas que nos acompanham mas a minha resposta para tudo isto, para todas estas barreiras e fronteiras resume-se ao amor que temos por nós, pelas pessoas e pela certeza que os caminhos que seguimos são os nossos, todo o resto são vozes reduzidas que nos fazem olhar, mas nunca ficar. Verdades verdadeiras são as nossas, sentimentos verdadeiros são os nossos, sonhos verdadeiros são os que sonhamos mesmo de olhos abertos, sem obstáculos que nos fazem parar. O significado desta vida e que se viva e tantas vezes esquecemo-nos disso acabando por apenas passar ao lado de uma vida sem que se conheça o que elas nos pode oferecer. Prendemo-nos a nós mesmos, amarramos medos e espelhamos passados num presente que é único. Tudo isso leva a que não se sinta o amor, a que sejamos escravos de uma vida repleta de trabalhos e burocracias que nos roubam sonhos, que nos levam anos que deixam de ser vividos. Há que saber lutar, arriscar de forma convicta, há que ser diferente, não ter medo da diferença, há que saber agarrar porque o tempo passa e os planos, mesmo depois de feitos, podem acabar com uma simples partida antes do tempo. Nascemos para ser felizes, e tu, tu será que fazes para o ser?



Comentários

  1. Desistir é um erro que todos cometemos, contra a nossa felicidade. É bom saber corrigir isso.

    Um beijo e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Soube desde as primeiras 2 linhas que o teu post de hoje me ia fazer chorar..
    Tenho respostas para muitas dessas perguntas.. Quanto à última.. Nada, não tenho fito nada. E o pior é que nem sei o que fazer...
    Tenho sido injusta..

    ResponderEliminar
  3. Que lindo para se ler no cair da tarde, meu bem!
    Amei cada palavrinha lindamente escrita!
    Beijoss

    ResponderEliminar
  4. que excelente post! e muito facil dizer que se tem sonhos e ficar de bracos cruzados a espera q os nossos sonhos caiam do ceu (o amor incluido). Mas nao! requer muita luta, muito suor, muita dedicacao e muitas lagrimas. temos que ser capazes, ter a ousadia de querer ir mais longe e efectivamente dar o passo de inicio na caminhada. temos de lutar, de morder, de agarrar, senao e pq nao merecemos o q queremos. se nao encontramos a forca para lutar pelo que acreditamos entao e pq nao acreditamos o suficiente :)
    votos de uma excelente semana

    ResponderEliminar
  5. O medo não deixa, o medo não deixa!! Mas a oportunidade ainda não se proporcionou verdadeiramente, por isso.. Eu acredito que qdo acontecer.. as coisas vão "rolar" naturalmente :)
    bjinho*

    ResponderEliminar
  6. Que texto fenomenal e resposta tão sabiamente composta...Não conseguiria dizer melhor por tão poucas palavras!

    Muito me agradou este texto, é tão bom de ver e ler e sentir que existem por esse mundo fora pessoas assim como tu, capazes de entenderem tão bem o mais íntimo do ser humano!

    Parabéns! ^^

    Abraço grande :3

    ResponderEliminar
  7. Tinha saudades de te ler. Está autêntico. Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Sabe sempre bem vir até cá e ler as palavras que deixas. O animo com que deixo este teu espaço é sempre outro :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário