Linhas cruzadas...

A vida muda, mas tanto fica. Os dias passam, mas tanto se recorda. As horas voam, mas o verdadeiro permanece. O mundo gira e, numa dessas voltas, encontramos quem nos completa. A melodia toca, e as lembranças invadem. As prioridades invertem-se, mas os sonhos permanecem tão vivos. A força falta, mas seguidamente encontramos uma nova razão para lutar. As chegadas surgem e as partidas são dissipadas pela alegria de um abraço. As oportunidades são esquecidas, mas o que é verdadeiro acontece, por mais anos que passem, por maior que a distância seja. O amor não morre, porque ele habita no coração de quem sente. Os olhares mudam, tudo amadurece com o tempo, tudo ganha maior significado com a vontade. As utopias quebram-se, sempre que se acredita de mais, vive-se esse mais, fazendo do sonho realidade, do vontade um presente. Não há um tarde demais, um tarde demais vive nos dias de quem desiste de si, de quem desiste de um “nós”. Tudo tem um tempo, a vida tem um tempo, as histórias têm um tempo, os sonhos têm um tempo. Num desses tempos vive-se o que sempre se quis, sem horas marcadas, sem promessas quebradas, sem peças encenadas. O tempo determina a história, mas a nossa vontade conduz os caminhos...




Comentários

  1. Desculpa vir aqui e não comentar este teu texto que decerto estará tão bonito como todos os outros mas a verdade é que tenho andado afastada deste pequeno mundo, o coração está bem longe. Não penses que me esqueci de um dos melhores escritores que já li ;) Daqui a uns dias, quando recuperar o meu eu virei aqui e irei ler todos os textos que agora deixo em falta!
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Tanto estragamos as coisas por pensar de mais como por não pensar -.-
    Eu também gosto muito de passar pelo teu blog :)*

    ResponderEliminar
  3. Mais um texto muito bom, para variar :D
    Também não me arrependo do que não fiz, mas de certas atitudes e momentos que podiam ter sidos mais merecidos para mim.
    Não não sou eu xD porquê?

    ResponderEliminar
  4. Não iria revelar a minha entidade assim tão fácil xD

    ResponderEliminar
  5. O pior é que o tempo passa, a vida muda e os sentimentos permanecem...mas mantém-se tudo, tudo igual... O amor consegue ser o nosso melhor, e consegue matar-nos a alma.

    Gostei muito do que hoje escreveste (para varia um bocadinho :p)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Acho que é tudo uma questão de coragem, coragem que eu não tenho. Vejo os meus amigos todos á noite a dançar e a divertirem-se, vamos a um concerto e eles vibram, dançam, dançam e dançam e eu sou sempre aquela que fica no seu canto a ver os outros dançar, aquela que gostava de ser como eles mas infelizmente não é. Não sou uma pessoa solta, com muita pena minha.

    ResponderEliminar
  7. Este texto está tão lindo! E desculpa ter lido os comentários que aqui te deixaram, mas houve um que me chamou à atenção. Concordo com a Bárbara, mas creio que cabe-nos a nós modificar a vida que levamos. É preciso força e determinação, e não será o tempo a impedir-nos.

    ResponderEliminar
  8. Acho que deveríamos todos pensar assim.
    Tanta verdade neste teu texto. Gostei mesmo muito :)

    ResponderEliminar
  9. Muitíssimo obrigada pelas tuas palavras e pela tua constante presença no meu cantinho, André!
    E como sempre, as tuas palavras deixa-me espantadas. Adoro. <3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário