A melodia do Amor...

Falta a garra de outrora, falta a força que me corria nas mãos, que emanava do meu peito. Falta um pouco de cor, um pouco de cor nesta vida meio perdida, repleta de tudo, preenchida de nada. Saudade é o que hoje fica, nesta sala, neste pequeno mundo em que as pautas de música se misturam pelo chão ao sabor da batuta do maestro que dá ritmo à minha vida. Foi hora de virar a página, de olhar em frente mudando todo o tema desta minha obra, mudando este musical que retrata a minha vida, que representa o espelho do meu caminhar. Segui em frente, rompi a barreira do som que me impossibilitava de seguir, esqueci-me da tua voz, relembrei-me do meu sonhar. As horas passam, passam por este corpo que agora se move, que agora projecta mais um sinfonia de acordes dispersos, de melodias alegres em que o sopro do clarinete é luz ao olhar de quem ama com intensidade. Farei da voz instrumento da minha persuasão, força interior que se exprime nestas palavras que aqui deixo, deste acreditar maduro que se revê nas histórias de criança que fui colecionando nesta minha vida despida de mascaras, despida de guiões. Vivo sem cordas que me amparem as quedas, hoje foi a viragem, a viragem que tanto ansiava e que chegou ao meu dia que parecia desvanecer na paleta de cores que detenho na mão. Pintei um pouco deste meu mural e a magia deu-se, hoje sou apenas eu mas comigo estou acompanhado, acompanhado deste sentimento competente, desta força interior, deste querer avassalador. Não pensem que já não fraquejei, porque todos já o fizemos mas entendi que dos problemas podem surgir opções, dos erros perdões e das angústias oportunidades. O importante é acreditar, porque com esse poder podemos realizar sonhos, viver histórias, sermos amados, amarmos verdadeiramente alguém. Hoje sejam FELIZES com o que têm e não com o que vos falta...





Comentários

  1. "Hoje sejam FELIZES com o que têm e não com o que vos falta..."

    Adorei mais uma vez :)

    ResponderEliminar
  2. Bem, mais uma vez um excelente texto! Mas desta vez acho que foste um autor/criador completo. A começar o tema (optimo, um tema de grandes sentimentos), depois o texto que como sempre é apaixonante e cativante, principiante a parte final (está BRUTAL, adorei o destaque. E quando se pensa que não se pode melhorar, heis quando escolhes esta Musica, FABULOSA!

    Grande post, Forte Abraço

    ResponderEliminar
  3. E quando nos erguemos tudo nos parece muito melhor do que alguma vez foi! Só é preciso ter força e claro, esperança. A felicidade não se adquire, constrói-se :)

    Correndo o risco de me repetir pela milionésima vez, deixo aqui os meus PARABÉNS pela tua maravilhosa escrita!

    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  4. Quando nos voltamos a erguer tudo parece muito melhor do que alguma vez foi. Só é preciso força e claro, muita vontade de crescer em vários aspectos. Acima de tudo compreender que a felicidade não se adquire, conquista-se!
    Correndo o risco de me repetir pela milionésima vez, o texto está perfeito, como sempre aliás :)
    Um beijinho *

    ResponderEliminar
  5. é mesmo, infelizmente é o que mais há nesta sociedade.
    adoro este texto.
    abraço !

    ResponderEliminar
  6. A estrutura do seu texto está incrível, parabéns! Consegue me prender do início ao fim. São experiências que nos fazem aprender com os erros, falhas ou arrependimentos. A força que me compõe quando termino de ler-te vem da capacidade que tens de transmitir tão lindas mensagens através dos teus textos.

    Vou pegar essa pra mim: "Falta um pouco de cor nessa vida repleta de tudo, preenchida de nada". - Muito bom!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Estava mesmo a precisar de ler tais palavras.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário