Inconfidencialidades...

Solta em ti o peito das amarras por ele criadas, sê a liberdade do gesto, a cumplicidade do toque. Faz do sorriso um abrigo em que te possas aninhar, ama de forma incessante, cativante, amante de dias fortes e de noites correntes. Do peito enlaça o sentimento, do sentimento alcança o sonho, tudo de forma simples, cravejada com pedaços de ti, com melodias que emanam do teu próprio querer. Cria em cada momento um ambiente de magia, forma a tua própria identidade, quebra guiões e age na altives do teu mais ínfimo pormenor. Não descures de mais, não agarres de menos, tudo em fracções se ganha, tudo em descuidos se perde. Liga a voz do teu coração, grita ao vento o quão sentes, segreda ao ouvido o mar revolto de sentimento que tens, que constróis, em que acreditas piamente. Rasga a folha e pede o perdão, não vivas o orgulho que te estagna no tempo impedindo-te de avançar, de chegares ao que tanto ambicionas. Revê a história da tua vida sentado nos bancos do teu teatro, sorri, chora, mas não tragas as sombras de um passado que deveria estar encaixotado no memória do teu amadurecer. Desperta a luz do olhar, enrosca-te nas fendas que o teu barco possa ter, hoje pode estar apenas estilhaços do teu sentir, amanhã podem estar os brilhos do teu amar. De mutações faz-se esta vida, esta passagem rápida em que amas, em que odeias, em que queres e em que partes de forma tão neutra, de coração tão lavado...




Na sabedoria de quem lutar, 
O sonho deixa de o ser,
Passa a realidade constante,
Mas só de quem sabe o que quer...


Hoje deixo-vos com mais uma música, com mais um pouco de SENTIMENTO :)

Comentários

  1. Obrigada pelas tuas palavras. Mais um texto magnifico. Parabéns. Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. É verdade, acho que tens razão.
    Muitíssimo obrigada!
    Já agora, gosto imenso dessa música. <3

    ResponderEliminar
  3. Obrigada :)
    Gosto mesmo de todos os textos que publicas *.*

    ResponderEliminar
  4. e como é bom ler sempre essas tuas palavras! obrigada! beijinho

    ResponderEliminar
  5. Concordo contigo mesmo ;o
    Gosto muito dessa musica *.*
    Sabe mesmo bem ;o e ainda bem querido, isso é que eu gosto de saber ;D Bjs

    ResponderEliminar
  6. obrigada ;) , o mar é um amparo e sempre um abrigo moro perto do rio mas nada a haver com o mar eu moro um pouco longe do mar mas nao importo de ir ate la nem que seja sozinha .. mais um texto fantástico :)!! um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  7. "Cria em cada momento um ambiente de magia, forma a tua própria identidade, quebra guiões e age na altives do teu mais ínfimo pormenor."

    Gostei -

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pelas palavras. É como dizes, a música tem esse dom e esta tem uma letra fantástica que me faz recordar muito também. E como é bom ler o que escreves. A música que deixaste hoje é muito bonita, eles fizeram uma bela versão.

    ResponderEliminar
  9. são estes elogios que me motivam a continuar a escrever e também não deixes de escrever !
    abraço

    ResponderEliminar
  10. bello, hermoso lo que escribes, eres un gran escritor de la vida, Saludos:)

    ResponderEliminar
  11. Estou a seguir.

    http://writersfield.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Sentimento da primeira à ultima linha, depois a acabar com esta música é caso para dizer, quanto mais sentimento pode o teu blog aguentar, fabuloso!

    Forte Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário