Melodia de menino...

Rosto de menino, um pensar adulto de quem um dia perdeu o amor, perdeu o sonho de bem-querer, a promessa que se viu rasgada no passar das horas e no contar dos segundos que por aquele corpo passavam. Caminhava sobre trilhos que um dia traçou, continuava ancorado a um passado e recordava constantemente um amor vivido, um amor em que ele se perdeu para não se encontrar mais. Melodia marcante de um viver, sonho desfeito em nada, vida repleta de um vazio que não o alimenta, de um vazio que o torna espectro das melodias melancólicas que saem do seu triste piano. Longos são os dias, pesadas são as horas em que ele toca a fio as músicas que tivera aprendido em momentos áureos da sua vida, em glórias contagiantes por ele partilhadas. Foi um errar, foi um descurar de tudo que ali o levou, que o arrastou por ruas e vielas que o viram vencer mas, que hoje, o veem perder, perder o que resta de si, o que resto do seu coração. Vive o orgulho de uma palavra, o orgulho que o impede de voltar atrás, que os impede de formarem vida onde agora existe falta dela, onde neste momento existe as fotografias caídas pelo chão e as louças prontas para serem estreadas. Amores assim matam, matam por dentro quem se torna incapaz de viver uma história por um simples orgulho que dá infelicidade, que contribui para um acabar prematuro em que as pessoas se tornam prisioneiras dos seus próprios actos, dos seus mais repetidos erros. Aproveitar cada momento, deixar orgulhos, voltar atrás, tudo vale nesta vida, tudo está na mão de quem quer ser um pouco mais feliz. Acreditar, amar, dizer, partilhar, simples gestos, simples sentimentos que fazem toda a diferença, que ditam o teu verdadeiro caminho, o teu mais forte sonhar...

         



Comentários

  1. É verdade! Para quem quer viver, para quem quer arriscar, tudo vale! Tudo mesmo! E nem sempre dá para se sair vitorioso!

    Beijinhoo *

    ResponderEliminar
  2. Meu querido amigo, suas palavras são pérolas bem colocadas nesse colar que teces com tanto carinho. Mas, como acreditar em "Acreditar, amar, dizer, partilhar, simples gestos, simples sentimentos que fazem toda a diferença, que ditam o teu verdadeiro caminho, o teu mais forte sonhar..." quando simplesmente nem todos fazem por merecer isso (a minoria)? Emocionado, por muitos motivos, por estas suas palavras... Abraço apertado.

    ResponderEliminar
  3. Há que aprender a renascer ;)

    Beijo e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário