Reflexos...

Viviam na cumplicidade do gesto, naquele amor único que ambos sentem e constroem no passar das horas, no amadurecer de um sentimento que se tornou forte, que se tornou único. Nas palavras encontram o refúgio dos sentidos, o recanto em que os sentimentos se fazem sentir nas mais pequenas coisas, nos mais simples poemas. Corpos fundidos, amor vivido, sentimento espelhado, fazem de cada capítulo história, de cada sonho realidade, de cada promessa um cumprir verdadeiro. Amores assim não se escrevem, amores assim sentem-se, amores fortes, repletos de sorrisos, constituídos de saudade, vivos porque duas pessoas o alimentam e não apenas uma. Caminham sobre o mesmo trilho, remam contra marés e deixam-se guiar ao sabor do vento, são pássaros livres, livres no sentir, libertos de amarras que os prendem a um passado. Pintam a vida de todas as cores, ouvem o coração e não se enganam por palavras proferidas de quem não consegue sentir, de quem não conhece a verdadeira essência de cada pessoa, a maior verdade que ela guarda dentro do coração. Espelham sorrisos, são o pilar de momentos mais atribulados, são dois em um, são coração feito de carne e não de pedra, são o errar, são o aprender, juntos são tudo, separados são a simples incomplementaridade da história, a metade do seu sentir...


 


Comentários

  1. adoro e as imagens estão fantásticas. Abraço *

    ResponderEliminar
  2. adorei o blog e os textos, estão muito bons, estou a seguir*

    ResponderEliminar
  3. É isso que eu andava a fazer. Deixei de escrever com regularidade porque a falta de inspiração não mo permitia. Além disso, sempre que escrevia, nunca ficava contente com o resultado, pelo menos é o que eu sentia. Agora nem uma frase se solta da minha garganta. Talvez no fim-de-semana algo apareça por lá.
    Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  4. Meu querido amigo, dentre tantas, para mim, esta é a melhor das suas escritas!!! PERFEITO!!! Estou emocionado e sem mais palavras pra descrever meu sentimento...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário