De mudanças se faz uma vida...

Da pulsação corre a vontade de ser feliz, deste coração escorre a cor destas letras, destas frases sentidas como pedaços de mim, integrantes do que conheço, agarradas a sonhos sonhados e outros até mesmo reais, sentidos, vividos em dias que afinal mostram que tudo pode ser diferente quando somos nós que criamos essa mesma diferença. Tempos passam, sorrisos ficam e apenas sentimos a vontade enorme de um dia podermos ser aquilo que idealizamos em crianças, no nosso ser mais profundo, na nossa forma mais clara de conceber o mundo. Queremos ser felizes e disso ninguém abdica, queremos o mundo nem que seja o nosso próprio, aquele em que entram apenas as pessoas que nos marcam, os sentimentos que nos prendem, os cheiros que nos cativam, os sabores que permanecem nos nossos lábios mesmo com o passar do tempo e das horas de uma vida que prima por ser uma caixa de surpresas. O amor surge, constrói-se porque desengane-se quem acredita que ele surge já formado, independente de nós e que apenas se apodera do nosso coração fazendo este bater mais fortemente. O amor é construído, pedra sobre pedra, confiança e acima de tudo uma vontade enorme de escrever um final feliz de uma história que vai escrevendo as suas passagens pela mão de duas pessoas e não apenas de uma. A liberdade não se perde, os sonhos não se abdicam, as personalidades apenas se moldam porque também elas não se alteram e por último os caminhos tornam-se bem mais fáceis de percorrer porque afinal sempre se tem a companhia de quem um dia decidiu partilhar a sua felicidade connosco...

Comentários

  1. muito bom padrinhz, e adoro a fotografia!

    ResponderEliminar
  2. Não está nada demais! Lindo está isto *

    ResponderEliminar
  3. Acho que tens razão. Muitos me dizem que escrevo de uma forma maravilhosa, etc e eu nunca achei tal.
    Mas obrigada :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário