Apenas músicas ou então pedaços de nós e recordações de passado e presente importante para sermos felizes...

Sons, vivemos de sons, vivemos as músicas e elas trazem até nós sentimentos, angustias, períodos de tempo e até mesmo recordações de grandes amores. O que seria a nossa vida sem musica? O que seriam momentos sem musica? Acredito que seriam tempos muito mais tristes, tempos muito mais vazios e tempos muito mais fracos tanto no sentir como no saborear. Admito que a música tem um dom de conseguir fazer de mim uma pessoa melhor, admito que sem ela jamais conseguiria viver, que sem ela a adrenalina não passava nas minhas veias e acima de tudo isso, sem musica os meus dias não seriam tão coloridos como agora são.
A música muitas vezes é associada ao amor, as grandes paixões, ao sofrer por amor, ao sorrir por amor e ao ser feliz vivendo um grande amor. Qual o casal que não recorda a sua musica e com isso cria uma nostalgia só de ambos e que traz as suas mentes beijos quentes, promessas que nunca são esquecidas e votos de viverem felizes os dois? Qual a pessoa que com uma musica que a marcou num período da sua vida não é capaz de sorrir, chorar ou até mesmo rasgar um enorme sorriso? A música acaba por ser a nossa grande companhia, o nosso ombro amigo nos momentos mais difíceis e a nossa vontade de dançar e pular nos dias em que a felicidade entra pela janela do nosso quarto e nos faz muito mais felizes, muito mais vivos.
Musica, musica e mais musica, ao mesmo tempo uma coisa tão simples e por outro lado um enigma difícil de decifrar e de descodificar. O amor é assim também, por vezes simples e fácil e por outro lado difícil de lá chegar, escondido de alguns e descoberto por outros, vivido por uns e procurado por outros, feliz para uns e triste para outros. O amor é mesmo assim um antagonismo de ideias, uma separação de sentimentos, uma contradição de vivências. O amor é assim e só assim é que o podemos saborear e viver aprendendo a perder e também a ganhar aquilo que verdadeiramente queremos e sonhamos...

Comentários