"Seduz-me..."

Despe-te e seduz-me...
Faz-me pedir pelo teu corpo, amar-te que nem um louco.
Faz-me ser teu... por inteiro.
Beija-me enquanto eu te seguro contra o meu peito,
Enquanto os nossos desejos pedem mais,
Enquanto somos "animais" e nos amamos: como selvagens. 
Despe-te...
Deixa-me admirar-te sem roupa, tocar-te a pele,
Enquanto nos fundimos, enquanto nos vimos,
Os dois. Em sorrisos cúmplices,
Em lençóis desfeitos.
Somos tão imperfeitos, mas no sexo alcançamos a perfeição,
A tesão que não se esgota, 
Aquela pequena vitória... de prolongarmos o orgasmo.
E é assim, assim que nos entendemos,
Assim que nos resolvemos.
Numa cama usada,
Numa confissão ousada,
Que pede para que nos amemos... só mais uma vez.


Comentários

  1. Tão intenso, tão repleto de emoções e sensações.
    Parabéns pelos teus pedacinhos, pelo teu talento.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário