Diário de bordo 28/11/2013 (Dia 2)

Encontrei-te hoje numa parede escrita sem ser pelas minhas palavras, encontrei-te numa rua de constante movimento, de gente que passava sem olhar e, quem olhava, nem se preocupava a sentir cada letra. Fiquei ali, parado por minutos seguidos desmistificando cada letra, contemplando cada saber incutido em cor pastel, num aglomerado de tijolos. A força da palavra causa em mim tamanha estranheza. Como uma letra pode despertar tanta emoção neste meu corpo? Confesso que hoje a questão permaneceu comigo até agora, até este fim de tarde misturado no meio de pessoas e de fogueiras que servem para aquecer, comerciantes esfriados, que tentam sobreviver a um dia frio de Outono. Olho e sorrio com aquela parede, aquela imagem não me saiu do imaginário, não me fez ter-te por perto mas fez-me sentir-te perto, entendes? Hoje, consegui ver que as distâncias não acabam, 300 quilómetros serão sempre 300 quilómetros e 100 metros serão sempre esses bem ditos 100 metros. O que faz a diferença, o que ameniza cada centímetro, metros ou quilómetros é a certeza daquilo com que contamos, a vontade que temos de ficar, de cuidar, de agarrar, de não esquecer. Nunca fui um bom contador de tempo e, quando dei por mim, estava na hora de pegar no carro e voltar à habitação em que pernoitava. A noite desenhava-se no para-brisas do meu carro, o dia tivera sido semelhante a uns outros e eu, eu segui caminho, porque nunca fui de ficar estagnado numa história que se quer, diariamente, escrita. Chegando rabisquei mais umas letras, mais uns devaneios da alma, estados de um corpo humano, desejos de um homem que não interrompe a desejo de beijar-te...

Carregamentos por telemóvel 


Comentários

  1. É verdade, tudo depende da maneira como vemos as coisas, a dimensão de cada problema/obstáculo depende apenas e só da nossa predisposição para o encarar!
    Mas uma vez um texto encantador que dá vontade de ler, reler e voltar a ler, sem cansar :)

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  2. Nunca ficar estagnado, é isso mesmo..
    Até à distância é possível cuidar... Cuidar do outro, de nós e do amor!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. A perspectiva que cada um de nós tem sobre tudo e mais alguma coisa é das coisas que mais me fascina na vida! ^^

    Uma simples palavra, pode despertar tantas coisas diferentes em todos nós! ^^

    Abraço grande :3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário