Diário de mais um dia...

Os olhares cruzaram-se, o sorriso surgiu e o bater do coração acelerou numa mistura de sentimentos. Finalmente estavam ali, um perante o outro, na imensidão de um tempo em que o tempo fazia deles homem e mulher, amantes confessantes de um querer partilhado. Permaneceram calados, o amor não precisa ser falado e muito menos gesticulado, ele é sentido, entendido, no silêncio da melodia que ecoa do coração, audível ao ouvido dos apaixonados.
 Por instantes, tudo parecia diferente, o mundo perdera o seu peso e a correria dos dias tivera desaparecido no meio da neblina que envolvia aqueles dois seres.
Ele, olhando, despia cada traço do rosto dela e, ela, sentindo, deixava-se desnudar naquele dia, naquele lugar. Sabiam que a história acrescentava mais um capítulo que, a partir daquele momento, tudo teria um outro significado, tudo seguiria um novo rumo.
Confessavam-se as vontades, promessas não eram feitas porque, quando se vive o verdadeiro, o amanhã pouco importa comparado com a intensidade do que é vivido diariamente, no presente, naquele mesmo dia. Sabiam que o infinito pouco era para um amor tão intenso, que tudo crescia num silêncio envolvente em que, a distância nada seria, em que os rios teriam pontes e em que a dificuldades eram suprimidas pelo desejo de ficar. Livres acreditavam no amor, loucos lutavam por ele, sem desculpas e muito menos medos, sem mascaras nem guiões.
 Amantes do desconhecido, faziam de cada dia um novo dia, de cada vivência um sinal inibidor de monotonia. Insanes na maneira de dar, insanes na forma de receber, eram adultos de palmo e meio, preservavam a coragem de crianças, daquelas que lutam pelo que querem desconhecendo o medo de falhar. Os corpos eram meros adornos, ali, primeiramente, eram amadas as almas, eram conhecidos os desejos, eram sentidos os sentimentos.

Ele e ela eram apenas um, não mais um no meio de tantos mas um no meio de um mundo só deles...


O eterno não é nada mais do que uma vontade duradoura de preservar o que nos faz sentir vivos...



Comentários

  1. A imagem convenceu-me :) O texto está maravilhoso :p

    ResponderEliminar
  2. Tão mas tão lindo. Adorei tudo.
    O mais fascinante é que quase consegui visualizar a "história" contida no texto de hoje. :)

    A última frase diz tudo, tudo mesmo :)

    ps: No gif, elena gilbert e damon salvatore não ? XD
    Pareceu-me... Conheço essa imagem de algum lado

    ResponderEliminar
  3. Adoro a imagem do fundo da manga!!

    Sempre amor.

    O amor gira o teu mundo.

    ResponderEliminar
  4. O texto está maravilhoso! E o gif é de uma das minhas séries de eleição e enquadra-se perfeitamente. Transparece desejo. Adorei :)

    ResponderEliminar
  5. Obrigada.

    Desejo-te o mesmo :)

    Bom fim-de-semana

    bjo

    ResponderEliminar
  6. Oh adorei o texto, perfeito!! ♡

    beijinho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Liliana :D

      Tem um óptimo fim-de-semana.

      Um Beijinho :)*

      Eliminar
    2. Olá Liliana,

      Não não tenho tumblr apenas facebook e blog :)

      Eliminar
    3. ok, é que eu tenho e estava curiosa para ver o teu caso tivesses e se gostasse, seguia-te.
      Tb tenho facebook, aliás alguns textos que escrevo coloco no face, quer seja sobre filmes ou algum tema, como a música, geralmente coloco nas fotos de cronologia, mas lá esta escrevo bastante, mas não com tanta regularidade como tu, só mesmo quando sinto-me inspirada. Se quiseres adiciona-me, Liliana Pereira de Arouca, caso não consigas, eu dou-te o meu e-mail para ires através dele. Beijinho*

      Eliminar
    4. Olá liliana, assim manda-me o link do teu facebook torna-se mais fácil.

      Um Beijinho e boa noite :)

      Eliminar
  7. Lindo retratar de um amor sendo vivido em sua mais bela plenitude.., lindo demais, ...... Lendo e re- lendo ., bjim meus .'

    ResponderEliminar

Enviar um comentário