Respirar...

Se por um segundo as palavras calarem-se e as letras apagarem-se, não dou de mim, não serei eu.
Se por uma vida, esteja calado, fugido, desaparecido, serei alguém que não eu, serei um espectro do que hoje sou.
Se prender-me aqui, se criar muros que me rodeiam, serei a sombra de um amor vivo em mim, serei um humano tão esquecido do que é sentir.
Se não sonhar, se não viver nestas frases que falam de amor, serei um conto inacabado, uma história escrita em que os versos possuem um sabor amargo.
Se calar o meu ser, serei a melodia sem voz, a canção que se esquece de nós, serei homem mas, nunca serei nada.
Se um dia partir, esquecer tudo, fugir, serei a cobardia de um viver, a sobrevivência de um ser, serei apenas eu, não serei a história que escrevo.
Se um dia deixar de acreditar, esquecer o sorriso e calar, então não conhecerei o futuro, os caminhos desenhados, os projectos projectados.
Se um dia não ver por mim, ficar cego nas palavras de um outro alguém, perderei a minha diferença, serei o rasto de um povo que se esquece de olhar.
Se um dia for mar, então serei o porto de abrigo do meu viver, serei eu, tu, o que tiver de ser.

Se um dia for o teu complementar, não quero tempos, intervalos, que nunca me falte o ar, porque se um dia, em meus braços tu ficares, que sejamos loucos, poucos, que sejamos uma história, uma história que começa sem prazo para acabar...



Comentários

  1. há histórias bem bonitas por aqui ****

    ResponderEliminar
  2. Olá! :)
    Bem sei que vai ser algo repetitivo, mas adorei este post!
    Contas aqui uma história, de uma forma bem peculiar que me parece responder algumas das minhas dúvidas, questões a me encoraja a enfrentar receios.
    Tens total razão no que escreves! Cada um é um ser único, que vive a sua paixão e se um dia esta se tornar real, nada nessa história real, irá diminuir ou limitar a forma como cada um é.
    (foi o que em parte retirei deste post! e peço desculpas se retiro alguma conclusão que não seja adequada!)
    Continua a escrever assim sempre que puderes e conseguires! ;)
    Grande abraço!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário