Tu(do)...

Escuta-me,
Ouve o sentir, o querer, o desejo de te ter.
Escuta-me em silêncio, numa melodia contrastante,
Escuta-me, apenas ouve-me.
Lê-me, nos olhares cruzados, nos sons cantados,
Lê-me as palavras, decifra-me a alma.
Escuta-me, escuta o bater deste meu coração,
Vida repleta de sonhos, projectos em forma de canção,
Olha-me nos olhos, lê-me o pensamento.
Escuta-me,
Apenas escuta-me nas noites em que te deitas, nos dias em que dúvidas,
Sente-me, perto, agora, sempre.
Ouve-me, ouve estes gritos mudos que te chamam sem fim,
Escuta-me um momento,
Agarra o firmamento,
Sente o meu sentimento...


Espero-te aqui, ali ou noutro sitio qualquer mas espero-te, espero-te assim, sem fim...


Comentários

  1. Escutar só não chega, n dá certezas suficientes para avançar.
    Ás vezes sentimos que sim, escutamos o outro querer mas não sabemos se é real ou não.

    ResponderEliminar
  2. Demasiado sentido para comentar. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Hoje em especial gostei da música! O blog está muito bonito, como o texto.


    um beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Lindo o texto,nele podemos encontrar um amor verdadeiro e infinito. Muitos Parabéns.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. Quero um Homem que me escreva assim *.* Só por hoje, só neste bocadinho, um Homem que saiba amar como tu *.*

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Escutar, sentir e amar, as três palavras que retiro da tua excelente forma de escrita. Escreves escutando o coração, sentindo cada sentimento que o faz palpitar, amando cada palavra que escreve dita pela alma. Mais um belo texto, cheio de sentimento, ternura e paixão. Muito bom. Beijinho

    ResponderEliminar

Enviar um comentário