Palavras de mim...

São dias assim, em que a vida aperta, o sol desperta e tudo me faz sorrir. São dias assim, que me fazem feliz, que me fazem acreditar, que me fazem amar. É tudo isto, uma mistura de tudo que dissipa o nada, uma multiplicidade de sensações em que o real perdura em mim e todo o resto nem faz parte da minha história. Gosto e desejo cada fragmento do meu sentir, cada sonho que sonho e cada olhar que perco noutro ao por do sol. Gosto desta liberdade que o meu corpo assume, desta minha forma de ver o mundo descurando todas as palavras de quem nada sabe e que tanto diz saber. Eu sigo este caminho porque quero, sou assim porque, somente, desta maneira sou feliz. Amo sem tempos e amo, sobretudo, as pequenas coisas que poucos reparam. Sou adepto da simplicidade, de olhos que sabem sorrir, de mãos que apertam, de ombros em que me encosto e de abraços apertados de quem sente o calor humano por entre as fibras da roupa. Gosto deste cheio a praia, destes dias ocupados em que chego a casa, deito-me na cama e, ainda, tenho a capacidade de imaginar um futuro. Escolho ser assim, assim mesmo, que se esqueçam falsos moralismos, falsos egoísmos, falsos atalhos. Eu gosto é de viver e isso, isso, ninguém me rouba porque eu sei guardar o que quero, eu sei guardar quem guarda a mim também, no pensamento, na recordação ou até mesmo no peito. São assim os meus dias, dias iguais que tento que sejam diferentes, dias diferentes que são resultado de tantas pessoas iguais que em mim fazem toda a diferença. Gosto de viver, mas sobretudo gosto de amar, pessoas, dias, momentos, escolhas mas especialmente gosto de amar tudo aquilo que conquistei. Sejam felizes...


Persegue-me nas marés deste mar, é lá que eu vivo, na espuma das ondas, onde poucos vêem, onde raros me encontram...


Comentários

  1. Bonito texto :)

    Grande força de viver. Invejo.ta :)

    bjinho

    ResponderEliminar
  2. Por que viver é isso mesmo! Beijinho

    ResponderEliminar
  3. ps. o meu último texto foi um bocadinho inspirado no que li aqui. Apesar de não ter reflectido muito sobre isso quando o escrevi. Por isso deve haver alguns pontos de contacto.
    Hope you dont mind. ;)

    ResponderEliminar
  4. Hehe nem imaginas como fico feliz por ler isso! Particularmente hoje (estou a precisar "de colo").
    É mesmo especial quando ao invés de nos identificarmos apenas com as pessoas, nos identificamos com o que elas sentem não é?

    bjo

    ResponderEliminar
  5. Gostar de nós, da nossa forma de sentir, de fazer, de criar, de fantasiar, é o melhor da vida, da liberdade..isso faz-nos "ter tudo". :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Creio que esse é o segredo da vida - viver na simplicidade. Quando temos muito, mais queremos e ambicionamos ter. Felizes aqueles que tendo pouco, conseguem multiplicar aquilo que têm, partilhando esse pouco com os outros! ^^

    E amor, amar e ser amado, isso é algo tão bom, tão natural, tão bom! ^^

    Excelente momento de reflexão meu querido amigo! :3

    Forte abraço :)

    ResponderEliminar
  7. Olá André, como estás?

    Finalmente tirei um tempinho para me dedicar aqui leitura do mestre, coisa que tanto gosto!

    Mas com a cabeça a mil, nao me tenho dedicado a nda, é verdade.

    Bem como sempre a tua escrita está impecável e cativante desta vez a primar pela simplicidade, que é sem duvida a chave de ouro para uma vida plena e cheia de amor, conjugado em todas as formas.

    Desta vez sinto um texto bastante pessoal, uma reflexão, um pensar alto, mas claro que como sempre cá estás tu a fazer-nos pensar e a entar no nosso eu interior em busca de respsotas e pesamento felizes. Muito bem

    André se me permites hoje deixo um link, de um blog de uma amiga, que entrou no meu projecto do calendário, esta senhora está a escrever um livro e ao ler este post dela, lembrei me do teu blog, pois parece-me que vais gostar de ler o que ela escreve e como escreve.

    Aqui fica: http://sandramatinhos.blogspot.pt/2013/06/faco-5-anos-estou-de-parabens.html?showComment=1372034904473#c7412089098407696243

    Forte Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário