Habitas em mim...

Naquele momento, naquele dia sentia a tua alma sob a minha. Em sorrisos procurei o teu ser nesta terra, nestas ruas estreitas que conduzem o meu corpo na direcção do mar. Sabia que o amor assumia naquelas horas a centralidade do meu viver, que o momento acontecia e que as palavras tornavam-se o espelho de um batalhar constante. Era o reinventar da história, sonhos que acordavam de um tempo em que ficaram adormecidos, em que o coração estava esquecido na neblina de um viver em constante mutação. Rios de vida, vida vivida em prosas e melodias que largo ao vendo tocando a tua face. O sol hoje tivera chegado a mim e eu, eu não poderia deixar de contemplar todo este meu viver, todo este meu ser que grita o teu nome, que almeja a tua presença nas finas areias deste meu porto de abrigo. Sinto-te em mim, sinto-te em todo esta história incompleta que complementa-se com a tua chegada, com o brilho e a verdade do teu olhar. São amores, sentimentos que não se explicam, verdades que perduram no tempo, nas distâncias, nas escolhas e nos caminhos percorridos. São sentimentos e sentimentos não se explicam, não se fogem, não se adiam e muito menos se esquecem. São apenas e somente pedaços de nós, constituintes do nosso ser, são vida que nos enche de adrenalina ou o ar que nos faz respirar. É isto, isto que te falo, isto que te digo, é a simplicidade de uma frase ou a complexidade de um sinal que deseja ser descodificado. Hoje apenas te espero, no final da tarde ou no cair da noite, hoje, hoje estas viva em mim, mais viva que nunca, mais presente que qualquer outra verdade. Hoje aprendi que as marés arrastam os corpos, que os ventos levam para outros portos mas nós, nós temos a volante na mão, a felicidade no leme e tudo sempre será uma questão de força que o sentimento tem dentro de nós...



Comentários

  1. É um completo vicio, passar aqui. É viciante a tua escrita, quer se sempre ler mais e mais. Nem todas as pessoas conseguem prender os leitores às palavras, aos textos, tu consegues. Mais um que adorei ler. Beijinho e uma boa semana *

    ResponderEliminar
  2. O teu texto está maravilhoso, logo a começar pelo título escolhido... Que a casa onde ela habita seja sempre assim tão aconchegante.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Vou imaginar que te espero que fundo da rua, e o John Legend canta para nós. Vou imaginar que te sorrio e abro os braços de Parabéns para te receber. Vou imaginar que estás cá a soprar velas. As velas mais bonitas da tua vida :) Feliz Aniversário André*

    ResponderEliminar
  4. "a felicidade no leme..." eis que tudo torna sentido o que escreves, porque é tudo tão intenso. Love it.bjs

    ResponderEliminar

Enviar um comentário