Simple Words...


Agarra-me, aperta-me junto ao teu peito e leva-me daqui – disse ela em tom sereno. Os dois, em cumplicidades inexplicáveis aventuraram-se naquele caminho, naquele mundo desconhecido ao olhar de tanta gente. Gestos ternos de uma cumplicidade perceptível nos sorrisos de quem ama, naquela força voraz de quem enfrenta o mundo para realizar os seus sonhos. Ele, ele falando baixinho segreda-lhe ao ouvido que lhe iria segurar na mão, que a vida sem ela era em vão e que os sonhos sem serem partilhados eram uma doce ilusão que não queria viver. Amores vividos, em que as pessoas enfrentam marés, tempestades, amores reais de pessoas, ditas, banais, mas que fazem acreditar, que fazem-nos seguir em frente sabendo que amanhã será o resultado de tudo o que fazemos hoje.
Sentia-se o cheiro a café, era mais uma manhã igual a todas as outras, mas diferente no seu simbolismo. Os cafés da cidade enchiam-se de gente apressada numa corrida para mais um dia de trabalho e eles, no meio de toda agitação, trocavam as suas juras de amor antes de seguirem rumos separados, desejosos que a noite os trouxesse de volta. São gestos simples, simples momentos de um dia retratado em palavras que vislumbram mais além, palavras que são apenas palavras, que transparecem o eriçar da pele. Assim num abraço apertado, num beijo dado, despediram-se com um sorriso no rosto, com um sentimento vivo no peito, com a certeza que o dia seria melhor, porque quando se sabe o que se quer, vive-se o que tanto se sonha...


O que mais gosto na vida é de sentir o amor a correr-me nas veias, o sonho a fazer de pano de fundo dos meus caminhos e a vontade a ser saciada num desejo intenso de quem sabe o que quer, de quem luta pelo que deseja...



Comentários

  1. Lindo, mais uma vez*
    Tens um talento para a escrita invejável acredita! :)

    ResponderEliminar
  2. tu sabes bem o que queres e vives o que sonhas :) lindo!*

    ResponderEliminar
  3. O amor é mesmo qualquer coisa!! E adoro essa música!! Beijinho :)

    ResponderEliminar
  4. Nao sei se é real ou não, mas se é parabens. Por saberem manter um amor verdadeiro, um amor que o define bem. :)
    Se nao é, parabens também. Por mais uma vez me conseguires levar a voar, com palavras :)

    um beijinho

    ResponderEliminar
  5. É essencial sabermos o que queremos.

    Forte abraço

    ResponderEliminar
  6. É muito lindo! Creio que se toda a gente conseguisse sentir assim, deleitar-se com estes pequenos prazeres da vida, certamente que todos iriam bem mais dispostos e felizes para os seus trabalhos: todos ficavamos a ganhar! ^^

    Abraço grande :3

    ResponderEliminar

Enviar um comentário