Ouve-me...


Hoje lê-me, hoje enche-te de coragem e vive o que tanto queres...

Fomenta a tua liberdade, coloca a mala às costas e percorre o mundo. Saboreia, sorri, chora e vive mas não estagnes no tempo. Percorre ruas, conhece pessoas, abraças momentos, cuida do que tens em ti mesmo(a). Não te venças pelo medo, não te afastes do sentimento, não cales o coração e nunca te enganes esperando que o momento certo chegue sem nada fazeres. Solta o grito, arrisca de forma consciente, mostram quem és, dá o primeiro passo se a tua vontade é essa. Não te entristeças se falhares, se caíres, tornaras-te mais forte, se perderes, mais tarde voltarás a viver algo que, verdadeiramente, era para ti. Não desesperes com perguntas, tenta encontrar respostas, quebra com receios, salta abismos mas assenta os teus pés em chão firme. Não tenhas medo do desconhecido, almeja a mudança, tudo pode ser inconstante mas depende de ti formar uma consistência que te deixará seguro(a) das tuas escolhas. Fala o que sentes, diz um pouco mais, não esperes apenas pela outra pessoa porque ela também pode esperar por um sinal teu. Nisto do amor temos de saber dar e receber, não calar, não esquecer, porque isso origina a saudade e aquele sentimento peculiar “de como seria se um dia tivéssemos vivido a nossa vontade?”. Sai da tua zona de conforto, a vida foi feita para ser vivida e tu, tu será que a vives? Não tenhas medo do que mostras, tem é medo do que calas porque esse calar levar-te-á a nada e esse nada não te traz felicidade. Diz o que queres, o que não queres, mas diz, mas partilha todas essas emoções que tens dentro de ti. Se feliz e não esperes por ser feliz amanhã...


Já se disse tanto mesmo sem nada dizer, já se confessou tanto apenas por palavras, já se foi tanto mesmo que esse tanto fosse em sonho. Agora resta a realidade e essa tem de ser vivida, sentida, partilhada. Hoje vive porque amanhã não sabes se a vida terá as mesmas personagens, os mesmos sentimentos, a mesma verdade...



"I need a sign, something I can see
Why all the mystery?
I try not to fall for make believe
But what is reality?"


Nunca fui de "Desafios" mas entrei neste. Quem quiseres entrar, participar, ou mesmo aplicar ao seu blog está à vontade. Para o verem cliquem Aqui



Comentários

  1. Olá André,

    Como sempre um brilhante texto, hoje muito intenso, assemelho este teu texto á força, garra e expressão que existe na canção Listen da Beyonce.

    Neste texto, estás com garra, vida e acima de tudo a fazer aquilo que fazes de melhor a incentivar as pessoas a amar, a lutar, a não se ficarem so pla leitura e claro a não se refugiarem nelas proprias reprimindo o seu Eu e a viver na sombra dos medos, como sempre brilhante

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Eu comecei a dizer agora o que quero, o que sinto... E confesso que me sinto muito melhor, mais solta :)

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Um manifesto à vida. :-)
    Está óptimo, parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Espero que faças exactamente o que dizes!! Tu merece-lo!
    Beijo =)

    ResponderEliminar
  5. Por vezes falta essa coragem para viver. Mas, aos poucos, todos nós a ganhamos e conseguimos aprender a "voar sozinhos". Como diz a Daniela, espero que tu o faças :)

    beijinho

    ResponderEliminar
  6. Espero que faças das tuas palavras, a tua própria realidade :)

    ResponderEliminar
  7. Assino por baixo meu amigo.
    Brilhante texto.

    Abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário