A questão...


E se o mundo acabasse hoje mesmo, terias tu feito tudo de outra forma? E se soubesses que hoje seria o teu último suspiro, que hoje seria o teu último olhar, não viverias de outra maneira? Por vezes não pensamos assim, pensamos sempre que existe um amanhã esquecendo-nos que hoje é mais um dia, que hoje é mais uma oportunidade para podermos ser felizes. Será que não mudarias tudo se o amanhã não existisse? Será que não deixarias as dúvidas de parte e corrias para o que tanto queres? É bom às vezes pensar desta forma, porque desta forma encontramos tantas respostas, encontramos tantas certezas. É no questionar, no nosso próprio questionar que vemos o que verdadeiramente queremos, que temos a certeza dos caminhos que queremos sair. Se hoje podes viver, porque não vives? Se sabes o que te faz feliz, porque ficas aí? Sai à rua, ama, mas ama mesmo de verdade, sonha com quem queres, onde queres, mas sonha, hoje e não amanhã. Se te dissesse que o amor é assim mesmo, que existe hoje mas que amanhã pode desaparecer, será que não amavas já hoje? Se te contasse que tens uma história perante os teus olhos mas só que não a vês, será que não agarravas? Se te confessasse que o teu mundo é o mundo de quem te ama, será que não largavas tudo e viverias esse amor? Sem amor nada se constrói, sem amor nada se avança, porque sem ele, tudo perde o rumo, sim tudo perde o rumo que deveria ter. E se o teu destino te empurra sempre para o mesmo caminho, porque será que procuras outro? E se a verdade está no teu peito, porque preferes viver a mentira? E se hoje tudo podes ter, porque achas tu que amanhã será o melhor dia? Vive hoje, vive mesmo hoje, não só por ti mas por um “nós”, não abdiques do que te faz sorrir, não deixes para trás o que te faz acreditar, porque os dias são únicos e tantos perdem esperando algo que nem sequer sabem o que é. Arrisca, dá de ti, recebe de quem te quer, mas vive, vive mesmo, não sobrevivas apenas perdendo, a cada dia, uma oportunidade de sorrires mais...




Quando se gosta o que interessa é um olhar verdadeiro, um abraço apertado, um beijo sentido, um amor maduro. Quando se gosta, o tempo perde sentido, as palavras ganham vida, os gestos viram ternura e o sonho passa a ser realidade. 
Um dia levar-te-ei a Paris, um dia quem sabe...



Comentários

  1. estou sem palavras. e sinceramente, as tuas palavras deixam-me motivada para amar. gostei imenso de te ler, hoje. soube-me bem palavras assim tão quentes! beijinho *

    ResponderEliminar
  2. Olá meu amigo querido! Como é bom o visitar, no momento que somos mais vulneráveis, a madrugada...pois sempre encontro letras belas. você nos faz mergulhar no mas íntimo de nossa alma para deixar soltar nossas emoções. Suas letras são uma terapia para mim. obrigado :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário