Foi melhor assim...

Se dissessem que a vida era fácil, certamente jamais lutaríamos pelos nossos sonhos. Se um dia nos contassem que o amor era uma brincadeira de crianças, acabaríamos por nos entregar à aventura em vez de vivermos por sentimentos. Se os sonhos fossem todos realizáveis acabaríamos por perder o dom de sonhar e assim construíamos um mundo sem o mínimo de esforço, entregues aquilo que se pode chamar de irracionalidade. A vida acaba por ser assim, um fio, um pedaço de nada que se torna em tudo sempre que vontade não é pequena e o caminho continua a ser percorrido pelos nossos passos, pela nossa vontade incontrolável de sermos felizes acima de tudo. Olha-se e vive-se, perde-se e esquece-se, assim vamos vivendo neste mundo em que a inconstância se torna a palavra de ordem, em que o amor por vezes é esquecido para dar lugar a um vazio de ideias e sentimentos que acabam por afectar quem entrega tudo de si procurando um tudo para ser feliz, que procura uma história real, baseada naquilo que se sonhou, na força que se fez para fazer desse sonho uma vivência, uma realidade palpável e ao mesmo tempo duradoura. Nesta certeza das palavras vou formando o que quero, o que sou e neste momento sei que o correcto é partir deixando para trás a amargura de um amor que nem se pode chamar assim, partir e viver aquilo que a vida me deu, aquilo que sempre quis. O tempo passou e, sinceramente, fez-me crescer com esse passar das horas e dos dias que me mostrou que afinal nem sempre o que brilha é ouro e que as mais simples pedras podem ser aquelas que contêm todos os sonhos do mundo agarrados a si e que nós, ou por estarmos presos, ou até mesmo por estarmos encobertos de um sentimentos rasgado, acabamos por ignorar e por perder um capitulo que poderia ser bem melhor do que a saudade de um amor que ficou perdido e esquecido no passado de uma vida que avança a cada dia que nos levantamos. Se um dia amei quem no final não era nada, hoje amo a certeza que para mim és tudo o que eu sempre quis...



Comentários

  1. grande moral que este texto tem. é mesmo verdade, se tudo fosse fácil, tudo seria desvalorizado e ninguém daria valor a um sorriso. aliás, muito há pouco tempo, postei no meu blog um texto sobre isto. concordo plenamente com o que dizes. e quanto amor, é preciso passar por ele para, muitas vezes, sabermos quando devemos desistir e seguir em frente, fazendo de nós a única prioridade.

    ResponderEliminar
  2. adorei este teu texto. e a tua última frase uau. escreves sempre maravilhosamente e olha, obrigada mais uma vez, mil vezes.

    ResponderEliminar
  3. é. eu identifico-me mesmo muito com o que escreves. concordo plenamente sempre. é verdade, o que vale a pena é o que surge naturalmente, sem pressão alheia.

    ResponderEliminar
  4. Não tens de quê mas olha, eu fujo sempre. Desculpa, e oh, poderei fugir outra vez. Olha, gostas assim tanto do verde? é que todas as vezes que mudas o design do blog, o verde fica sempre.

    ResponderEliminar
  5. oh e só perguntei porque tenho reparado nisso, esta bem então :)

    ResponderEliminar
  6. oh obrigada! mas os meus textos à beira dos teus não são nada :)

    ResponderEliminar
  7. sim é verdade, obrigada e ainda bem que gostas :)

    ResponderEliminar
  8. Talvez tenha sido o melhor, acho mesmo que foi o melhor, mas magoa, magoa mais do que tudo. Claro que é preciso sempre irmos em frente e seguir cada um o seu caminho, mas para alguns, isso nunca é fácil.

    ResponderEliminar
  9. sem duvida, as palavras sinceras sao sentidas de uma forma unica, de uma forma inexplicável andré. que lindo texto *

    ResponderEliminar
  10. Adorei o texto, está lindooo.
    É verdade que a vida é uma luta constante pela felicidade e que sem ela não teria grande significado e razão, o pior é quando nos cansamos desta luta.

    ResponderEliminar
  11. Se é!
    Obrigada, eu também gostei muito do teu e já te sigo :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário