Um amor imaginado…

Somos face de um passado recente, somos as mãos rasgadas de uma paixão solta e despida de tudo, somos complemento porque sabemos ambos amar, da mesma forma, com o mesmo imaginário, com a simplicidade de um sorriso e o valor de um olhar, que mostra tudo, a alma, desarmada de barreiras e entregue a um amor que não é mais do que uma estranha forma de vida. Ainda sabes sonhar e eu apenas consigo sonhar contigo, ambos sabemos que o tempo pode apagar os amores mais fracos mas que alteia os mais fortes aqueles que jamais conseguiremos esquecer, arrancar de um coração que grita o nome um do outro sempre que a saudade aperta, sempre que as lágrimas escorrem como sinal dessa mesma falta. Há dias em que tudo parece tão claro, e outros que até nem sabemos quem somos, de onde viemos, para onde queremos ir, é nesses dias, é nesses pequenos instantes que vejo que contigo sou tudo, sem ti apenas me resta ser um nada, desconhecido de mim, esquecido do que é o amor…
Amar é bem mais do que um sentir, ele é o dom que a pessoa tem de poder construir a sua história na medida em que consegue sonhar e lutar por uma felicidade, tão natural, tão verdadeira. Amar todos podem dizer que o fazem mas sentir esse mesmo amor só sentem aqueles que são abonados e cobertos por um sonhar diferente de tudo, igual aquilo para que um dia nasceram…
Que nunca caiam as pontes entre nós…

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

"E tudo o que eu pedia... era que voltasses..."

"Amo-te para além do teu corpo."

"Nunca desistas de ti!"